Quando a água acabar, cerveja

Paulo Vieira

Tag: , , , , ,

Esta prescrição de hidratação é para corredores  de um lugar muito, muito distante. Imagine um país, um principado, um califado, digamos, em que o abastecimento de água é um problema sério. Tão sério que a comissão responsável por ir à TV justificar que a razão da falta d’água, a ausência de chuvas, a maior estiagem em 80 anos, é demitida pelo Governo por não ter magnificado, multiplicado esses 80 anos por dez.

Nesse país de fábula falta até água mineral.

E agora entra a parte verossímil do post, atestada por pesquisa científica divulgada por uma das revistas de fitness e comportamento mais importantes do mundo, a Men’s Health.

A MH americana publicou em junho pesquisa  de Ben Desbrow e equipe, da Griffith University, da Austrália, que diz que cerveja com índice alcoólico até 3,5% (“cerveja light”, em português), quando acompanhada de uma porção de sal (biscoito Globo, batata, pretzel), atua como ótimo hidratante.

O sujeito tem uma lista enorme de estudos, muitos deles centrados na ação da cafeína. Em inglês, aqui.

Já falamos de cerveja aqui. E de suplementos aqui.

De volta ao nosso país muito, muito distante, é de supor que, se falta água, falta também cerveja. Mas aí o politburo, o califa, o líder do partido único, o gabinete extraordinário de exceção pode importar o produto de um país onde tudo abunda. Como o Brasil.

 

/ 791 Posts

Paulo Vieira

Paulo Vieira corre pelas ruas de São Paulo desde os 15 anos e pelo mundo desde os 32, quando passou uma temporada em Londres. Adora correr em estradas rurais, descobrir novos caminhos e ir e voltar do Pico do Jaraguá. Mas agora anda frequentando também treinos no Parque Villa-Lobos às 7 da manhã com seu tênis minimalista - desde que a Lusa não jogue na véspera.

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado ou compartilhado e os campos obrigatórios estão marcados com asterisco (*).