Correndo pelas criancinhas

Paulo Vieira

Tag: , , , , , , , ,

NÃO É NOVIDADE QUE ONGs e fundações do bem estimulam a prática de atividade física com recompensas. A Unicef, com a iniciativa Team Unicef, está nessa agora.

É bem fácil participar: você sincroniza seu aplicativo de contabilidade de quilômetros de corrida ou caminhada e ganha camisetas ou até uma viagem para a Amazônia com acompanhante.

Para ganhar a camiseta, é preciso estar entre os 500 que mais pontuam e, no momento em que escrevo este post, já há 19 153 pessoas inscritas – e conectadas.  O Luiz Gustavo, que está na colocação 200, tem 1808 pontos.

Mas a pontuação não é inteiramente proporcional à quantidade de cascalho deixada para trás. Como num programa de fidelidade, há bônus para diversas outras situações.

Os primeiros 5K, por exemplo, rendem de cara 500 pontos. Cada K adicional vai somando mais 10 pratas, digo, pontos.

Se você compartilha a parada, leva mais 60. E se responde a um quiz, pega mais 100. Doações também contam. O teto, a depender do valor doado, é de 450 pontos a mais.

A inscrição precisa ser feita até 18 de setembro.

unicef

Talvez por achar que nem todos se mexem tanto assim, os organizadores estipularam que basta correr 5K para que patrocinadores liberem doações para os parceiros da Unicef, como a fundação Save the Dream.

Por isso, o importante é ter muita gente conectada. Correr 5K, convenhamos, é pedaço de bolo.

Vamos nessa?

Mais informações no site oficial do Team Unicef, o https://www.teamunicef.org/home, que também vai embebido aqui.

OUTRAS INICIATIVAS CORREDORAS DO BEM

A CORRIDA PELAS CRIANÇAS COM CÂNCER

11 RAZÕES PARA DEIXAR O SMARTPHONE EM CASA, SQN

PEDINDO  EMPREGO COM A CORRIDA (e com o GPS)

DESENHANDO FORMAS PICANTES COM A CORRIDA (E COM O GPS)

/ 988 Posts

Paulo Vieira

Influenciado pelo velho “Guia completo da corrida”, do finado James Fixx, Paulo Vieira fez da calça jeans bermuda e começou a correr pela avenida Sumaré, em São Paulo, na adolescência, nos anos 1980. Mais tarde, após longo interregno, voltou com os quatro pés nos anos 2000, e agora coleciona maratonas – 9 (4 em SP, 2 Uphill Rio do Rastro, Rio, UDI e uma na Nova Zelândia), com viés de alta – e distâncias menos auspiciosas. Prefere o cascalho de cada dia às provas de domingo e faz da corrida plataforma para voos metafísicos, muitos dos quais você encontra nestas páginas. Evoé.

Um Comentários

  1. Avatar
    Alexandra

    Gostaria que mais pessoas ajudassem, pois é muito gratificante transformar sorrisos.

    Responder

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado ou compartilhado e os campos obrigatórios estão marcados com asterisco (*).

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.