Marcos Paulo Reis: Correr todo dia não é bom para amador

Paulo Vieira

Tag: , , , , , , , , , , ,

CORRER TODO DIA NÃO É NADA LEGAL para o atleta amador (traduzindo: eu e você). É, em suma, o que pensa Marcos Paulo Reis, o Sr. MPR, a respeito da momentosa questão levantada por este pasquim esta semana.

Treinador da seleção brasileira olímpica de triatlo nos jogos de 2000 e 2004 e um dos popularizadores da corrida entre nós com sua assessoria MPR, ele está preocupado com o que irá acontecer com o atleta amador “daqui a 20 anos”.

E o desgaste articular é, na sua opinião, o grande problema.

“Falava-se antes que a natação era o esporte completo, e agora parece que a corrida entrou no seu lugar. Mas estão esquecendo do desgaste articular que a corrida provoca. O impacto na passada é de três vezes o peso do corpo. Quem nada seis vezes por semana não tem o comprometimento articular de quem corre seis vezes por semana.”

“Se não for no meio de um ciclo de treinamento para uma prova de longa distância ou uma ultramaratona,  correr três vezes por semana já está bom, pronto.”

Para Reis, o princípio da especificidade, pilar do treinamento esportivo que reza que o ganho de performance só vem necessariamente com o treinamento da modalidade em que se vai competir, não faz muito sentido para o atleta amador. 

“VALORO QUEM FAZ ESPORTE PARA TODA VIDA, NÃO QUEM SE DIZ NINJA”, DIZ MARCOS PAULO REIS 

CORRER TODO DIA FAZ BEM?

WANDERLEI OLIVEIRA, QUE CORRE DIARIAMENTE HÁ 28 ANOS

TESTE DE COOPER, AINDA ATUAL?

Reis insiste no ponto. “Corrida é uma atividade tão impactante que repeti-la tantas vezes, seis vezes por semana, eu não vejo nada de benéfico. É como fazer duas ou três maratonas por ano,  beira o exagero.”

 

/ 819 Posts

Paulo Vieira

Influenciado pelo velho “Guia completo da corrida”, do finado James Fixx, Paulo Vieira fez da calça jeans bermuda e começou a correr pela avenida Sumaré, em São Paulo, na adolescência, nos anos 1980. Mais tarde, após longo interregno, voltou com os quatro pés nos anos 2000, e agora coleciona maratonas – 6, com viés de alta – e distâncias menos auspiciosas. Prefere o cascalho de cada dia às provas de domingo e faz da corrida plataforma para voos metafísicos, muitos dos quais você encontra nestas páginas. Evoé.

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado ou compartilhado e os campos obrigatórios estão marcados com asterisco (*).

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.