Argumentos para evangelizadores da corrida

Paulo Vieira

Você já tentou convencer um amigo a começar a correr e ele respondeu que bem que gostaria, mas em razão das dores do joelho, da falta de tempo, enfim, daqueles motivos de sempre, encerrou a conversa com um “fico te devendo essa, brother”?

Como o JQC tem desde seus mais tenros estatutos uma claríssima e imaculada missão evangelizadora, preparamos uma cartilha de contra-argumentos para você deixar seu interlocutor em xeque na hora da, er, arguição.

Lembrando que o culto acontece todos os dias, em qualquer lugar, e tem início com a presença de uma única pessoa, o celebrante.

***********************

Pois é, já tentei, mas sempre dói o joelho.

Um clássico. Mas nem sempre a dor é realmente limitadora. Mesmo quem sofre de condromalácia patelar pode encontrar alívio em exercícios de fortalecimento e fisioterapia. Em seu livro Correr, o maratonista e médico Drauzio Varella já falava da maior incidência de lesões em praticantes de caminhada do que em corredores. Ao portal M de Mulher, explicou:  “Pesquisas mostram que as cirurgias [no joelho] e nos quadris são muito mais comuns em quem anda do que em corredores (…) Embora na corrida cada passada aumente o peso do corpo em duas a três vezes, você fica com o pé muito menos tempo no chão, então o impacto dura pouco. Além disso, esse movimento de estica e volta acaba por fortalecer as articulações. É parecido com o que acontece com o músculo que, conforme contrai e descontrai, cresce e fica mais forte.”

Não fomos feitos para gastar energia. Na natureza, nenhum animal corre ou gasta energia à toa, ou está atrás da caça ou fugindo do caçador.

Justo, mas também não fomos feitos para comer comida industrializada, ter geladeira cheia ou passar o tempo largado na poltrona. Éramos menos obesos e não sabíamos. A corrida é uma maneira bastante eficaz para emagrecer – a caminhada também é, como já havia nos mostrado brilhantemente o Mandrey e sua Dieta da Rede Social.

MANDREY QUER FAZER TODO MUNDO EMAGRECER

CORRER, POR DRAUZIO VARELLA

Se é pra praticar algum esporte, prefiro algo mais social, coletivo, não ficar dando voltas em qualquer lugar.

Beleza, mas a corrida vem se tornando um dos esportes mais sociais que existem. Para muita gente, encontrar os parças que treinam junto logo cedo ou mais à noitinha é o grande momento do dia. Mesmo os longões, os treinos de maior quilometragem, podem ser feitos em companhia, desde que os parceiros estejam no mesmo ritmo. Vai ser difícil encontrar outra oportunidade de conversar por 1 hora, 1h30, 2 horas com alguém no seu dia-a-dia.

OS SOLITÁRIOS QUE ME DESCULPEM, MAS EQUIPE É FUNDAMENTAL

UM DIA PERIPATÉTICO

LONGÃO, A HISTÓRIA POR TRÁS

O PIOR EXERCÍCIO QUE EXISTE

Corrida é modismo, e eu não vou entrar em mais um modismo para largar amanhã.

Olha, que argumento bacana! Em certo sentido você tem razão, mas veja que interessante: não é preciso participar de prova nenhuma, ou seja, gastar 100, 150 paus de inscrição a cada dois, três meses para correr;  tampouco você precisa integrar uma assessoria esportiva e queimar 200 contos por mês para treinar; por fim, não é necessário investir 500 ou 600 dilmas num tênis de último modelo. E sim, quase íamos esquecendo: você não precisa divulgar em suas redes sociais que correu hoje seus fantásticos 7,2K.

Não tenho tempo.

Essa não merece muita consideração, mas vá lá: parafraseando o ex-tenista Pete Sampras, we get no comments.

APPs PARA CORRIDA

DÁ PARA EVOLUIR SEM ASSESSORIA ESPORTIVA?

O MITO DO FIM DO TÊNIS AOS 600K

Veja outros cinco argumentos de ouro para sua defesa indevassável da corrida no post abaixo

ARGUMENTOS PARA EVANGELIZADORES DA CORRIDA – PARTE 2

 

 

 

 

 

 

Tagged: , , , , , ,

/ 696 Artigos

Paulo Vieira

Paulo Vieira corre pelas ruas de São Paulo desde os 15 anos e pelo mundo desde os 32, quando passou uma temporada em Londres. Adora correr em estradas rurais, descobrir novos caminhos e ir e voltar do Pico do Jaraguá. Mas agora anda frequentando também treinos no Parque Villa-Lobos às 7 da manhã com seu tênis minimalista - desde que a Lusa não jogue na véspera.

Deixe seu comentário

* Campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.