Em café, Carlos Dias fala sobre a “missão comprida” de percorrer o Brasil de sul a norte

Paulo Vieira

Tag: , , , , ,

DO PRIMEIRO DIA, EM 15 DE ABRIL, QUANDO ELE começou a parada, até 1º de novembro, data em que a encerrou, o Brasil ainda não sabia onde era Ecaterimburgo, Tite era unanimidade, não se imaginava que pudesse faltar gasolina nos postos das capitais e a vitória de um candidato de extrema-direita nas eleições de outubro era mais improvável que a do Alckmin.

Durante quase 200 dias Carlos Dias, o Carlão, percorreu correndo (trotando talvez seja uma definição mais acurada) o Brasil de uma de suas pontas, o Arroio do Chuí, na divisa com o Uruguai, à outra, em Paracaima, na fronteira com a Venezuela.

Missão comprida finalmente cumprida

Com poucas interrupções – como as travessias de barco entre Santarém e Manaus – e paradas um pouco mais longas em São Paulo e no Rio, onde aproveitou para fazer palestras, ele palmilhou 10 000K de caminhos pelo país para cumprir o Desafio 2 Extremos, que o ultramaratonista criou ao saber que o “novo Oiapoque” brasileiro ficava em Roraima.

Acostumado com desafios de longevidade, mas tendo desta vez de carregar uma mochila razoavelmente incômoda nas costas, ele completou a “missão comprida”, como diz, com scout zero de lesões.

Parte da renda auferida com a corrida – ele vendia “quilômetros” de sua companhia para outros corredores pelo Brasil – ele destinou ao GRAACC, entidade paulistana de referência no combate do câncer de crianças e adolescentes.

EM SÃO PAULO, CARLÃO FALA DOS PRIMEIROS 1000K DO DESAFIO 2 EXTREMOS

DESAFIO 2 EXTREMOS – O PRIMEIRO DIA

O HOMEM QUE NÃO PARA JAMAIS DE CORRER

NA MARA DO RIO, COM CARLÃO

Durante o Desafio, Carlão falou de pontos diferentes do Brasil a este pasquim, como você revê abaixo.

De volta à base, em Sampa, ele agora irá encontrar amigos, interessados e curiosos para relatar o que viu e viveu.

O encontro será no sábado, 1º de dezembro, 9h, no café Arte em Pétalas, na rua Tutóia, 1033.

Além do ultramaratonista, especialistas em nutrição e educadores físicos irão se revezar ao microfone. O casting, contudo, ainda não está fechado.

A parada custa R$ 50 e dá direito, além das palestras, a um completo, nutritivo e saboroso café da manhã. Vale atrasar o longão.

Inscrições direto no “zap” do Carlão: (11) 974 394 151

/ 992 Posts

Paulo Vieira

Influenciado pelo velho “Guia completo da corrida”, do finado James Fixx, Paulo Vieira fez da calça jeans bermuda e começou a correr pela avenida Sumaré, em São Paulo, na adolescência, nos anos 1980. Mais tarde, após longo interregno, voltou com os quatro pés nos anos 2000, e agora coleciona maratonas – 9 (4 em SP, 2 Uphill Rio do Rastro, Rio, UDI e uma na Nova Zelândia), com viés de alta – e distâncias menos auspiciosas. Prefere o cascalho de cada dia às provas de domingo e faz da corrida plataforma para voos metafísicos, muitos dos quais você encontra nestas páginas. Evoé.

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado ou compartilhado e os campos obrigatórios estão marcados com asterisco (*).

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.