JQC no Sesc Pinheiros

Paulo Vieira

Tag: , , , , , , , , , , ,

Convidados pelo projeto Sesc Verão, eu, Paulo Vieira, e Julia Zanolli, do Jornalistas que Correm, e Sergio Xavier Filho, diretor de redação da revista Playboy e colunista da Runner’s World Brasil, estivemos no Sesc Pinheiros em 26 de fevereiro. Num dia em que estrelas do vôlei brasileiro também falavam para o público no local, expusemos nossa relação com a corrida.

Embora não quisesse pagar de “pastor”, tentei mostrar que há muitos motivos para se correr. Pelo menos 51, como já escrevi neste post. Com esse post, projetado no telão do auditório do terceiro andar, aliás, dei início à apresentação, que passeou pela história deste site e os numerosos temas alusivos à corrida que já tocamos.

Julia falou de um assunto que sempre gera discussão, o preço do tênis, tendo como foco o Mizuno Prophecy, o tênis do rolezinho. O tênis, que caiu nas graças das novas classes médias, é rejeitado pelos corredores.

Xavier fez uma apresentação sucinta e passou o recado. Mostrou um slide em que aparecia bem mais jovem e “cheinho”, como diria minha mãe, e descreveu algumas maratonas e outras corridas de que participou, como uma travessia da Patagônia argentina, um lugar “maravilhoso mas que tinha um problema, o banheiro químico”.

/ 984 Posts

Paulo Vieira

Influenciado pelo velho “Guia completo da corrida”, do finado James Fixx, Paulo Vieira fez da calça jeans bermuda e começou a correr pela avenida Sumaré, em São Paulo, na adolescência, nos anos 1980. Mais tarde, após longo interregno, voltou com os quatro pés nos anos 2000, e agora coleciona maratonas – 9 (4 em SP, 2 Uphill Rio do Rastro, Rio, UDI e uma na Nova Zelândia), com viés de alta – e distâncias menos auspiciosas. Prefere o cascalho de cada dia às provas de domingo e faz da corrida plataforma para voos metafísicos, muitos dos quais você encontra nestas páginas. Evoé.

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado ou compartilhado e os campos obrigatórios estão marcados com asterisco (*).

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.