Correndo em tempos de quarentena

Paulo Vieira

Tag: , , , , , , , , ,

TODO MUNDO JÁ ENTENDEU QUE A BARRA PESOU e anda buscando formas de inserir a atividade física na quarentena sob pena de sair dela como o elenco de um meme que vem rodando o zap.

Prefiro não reproduzi-lo aqui, mas ele lembra a banda Tonelada e seus Quilinhos caminhando numa praia sob a frase “primeiro encontro com os amigos depois da quarentena”.

Infelizmente, corredores são sujeitos normalmente obcecados por uma única atividade física. Adotar o funcional, o pilates, a ioga e, er, a musculação, mesmo quando de maneira subsidiária, para ajudar na corrida, é espeto.

Por isso está bem difícil para a rapaziada fazer seus 5, 10, 12K – que dirá o longão de sábado – sem sair de casa.

Outro problema: diferentemente do funcional, por exemplo, ninguém segue  uma videoaula de corrida, a menos que queira aprender a fazer uns educativos para variar, como os que o treinador Darlan Duarte, da Pacefit, mostra neste vídeo de priscas eras produzido pelo JQC.

Perguntei a alguns faixas pretas da corrida como estão enfrentando esse tempo de reclusão. O Wanderlei Oliveira, o famoso W.O., segue há 30 anos uma rotina quase inflexível que mistura posturas de ioga com 10K de corrida. Todos os dias, chova cão, gato, canivete ou faça sol.

Repetindo: 10K todo dia nos últimos 30 anos.

Com o coronavírius, ele ainda sai para correr diariamente na região erma em que mora na Granja Viana. Não cruza com ninguém no caminho, mas mesmo assim corre menos.

“Os treinos são realizados na madrugada em trilhas na mata, eu e os animais. O volume diminuiu muito, hoje foram 6K”, disse ao JQC quinta-feira passada. Quanto aos treinos técnicos que ele realizava semanalmente no complexo do ginásio do Ibirapuera, babau.

Com sua alma de estatístico e sempre a ver o bright side da vida, W.O é ainda capaz de oferecer esta boa limonada com os limões que tem a mão:

“Como não teremos competições nos próximos meses, é uma boa oportunidade para correr pouco (descanso ativo) e desintoxicar a musculatura dos treinos técnicos (rápidos), das rodagens longas e principalmente das provas.”

********************

O parceiro de treinos #jqc @saberbeber de Sampa Rosan Felipe, que ano passado correu 155K na prova 24 Horas de Campinas, tem preferido ficar estritamente nos limites da sua casa.

Só para deixar bastante claro, Rosan correu durante 24 horas seguidas no parque Taquaral, em Campinas. Foram 57 voltas na pista de 2,7K, que, destarte, tem uma extensão razoavelmente menor que a do parque Villa-Lobos, de São Paulo, onde eu peno para dar míseras três voltas sem me entediar.

Para o Rosan correr da garagem ao quintal de sua casa não deve ter lhe custado muito mentalmente. Para completar os 6K de ontem, ele percorreu 240 vezes esse trajeto.

Ia deixar para amanhã, mas como a procrastinação é coisa de Asmodeu, vamos hoje mesmo. O homem que empilha maratonas, o Nilson Lima, que este ano pretendia realizar sua 300ª mara, também tem contornado o problema sem sair de casa.

O treininho de ontem, na cobertura de seu apê, foi de 12K. Seu circuito é mais generoso: tem 120 metros.

E assim como dizem que você deve manter a rotina do “office” no home office, veja como o Nilsão  se paramentou para o treino.

Mantendo a forma para a mara 300/Foto: arquivo pessoal

 

/ 966 Posts

Paulo Vieira

Influenciado pelo velho “Guia completo da corrida”, do finado James Fixx, Paulo Vieira fez da calça jeans bermuda e começou a correr pela avenida Sumaré, em São Paulo, na adolescência, nos anos 1980. Mais tarde, após longo interregno, voltou com os quatro pés nos anos 2000, e agora coleciona maratonas – 9 (4 em SP, 2 Uphill Rio do Rastro, Rio, UDI e uma na Nova Zelândia), com viés de alta – e distâncias menos auspiciosas. Prefere o cascalho de cada dia às provas de domingo e faz da corrida plataforma para voos metafísicos, muitos dos quais você encontra nestas páginas. Evoé.

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado ou compartilhado e os campos obrigatórios estão marcados com asterisco (*).

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.