Desafio 12 Horas de Carlos Dias passa pela Paulista neste domingo

Paulo Vieira

Tag: , , , , ,

O LEITOR DESTE PASQUIM conhece a história do paulista Carlos Dias, o Carlão, uma vez chamado de “super humano” pelo History Channel. Ele já esteve diversas vezes aqui – e em vários formatos: texto, vídeo, áudio, live do Instagram, acenos virtuais, o diabo.

Conhecemo-nos por intermédio de seu treinador, o mítico Heroi Fung, que levou aquele armário compacto de ébano a tiracolo numa entrevista comigo no largo São Bento, em São Paulo.

De lá para cá foram vários encontros e algum cascalho juntos, notadamente na abertura de seu Desafio 24 Horas das Capitais, às vésperas da Mara do Rio de 2017.

A corrida me deu  grandes e boas coisas, e merece destaque a amizade com esta figura.

Carlão passa a vida a se propor desafios de resistência – corridas de 12 e 24 horas, travessias pelo Brasil de uma ponta à outra, coisas do tipo. 

Esses desafios se tornaram seu meio de vida. Em cada cidade que para, vende um lugar na corrida para quem quiser lhe fazer companhia. Na compra, o camarada leva ainda camiseta, medalha e certificado de participação. Não é necessário correr as 12 ou 24 horas-Carlão, a partir de 5 minutos nego já faz jus ao diploma.

O freguês escolhe.

Como em todos esses eventos que organiza, parte do arrecadado vai para o GRAACC, o hospital paulistano de referência no atendimento à criança e ao adolescente com câncer. Dos R$ 70 que Carlão cobra este ano, quase 30%, R$ 20, fica com a entidade.

Pois bem, a caravana passa por São Paulo neste domingo. A fita vai ser na avenida Paulista, no Center 3, entre Augusta e Frei Caneca.

Às 9 da manhã do domingão Carlão abre os trabalhos numa esteira – outras duas foram disponibilizadas para os acompanhantes. Na hora da muvuca, a rapaziada sai para correr open air, pela Paulista mesmo. 

Carlão corre no que chama de pace tartaruga, algo entre o 6 e o 7, então o treino vale também como uma sessão de meditação. Mas o grande plus é a prosa. O cabra cruzou o Brasil duas vezes de ponta a ponta, esteve em diversos continentes em condições extremas, histórias não lhe faltam.

As inscrições podem ser feitas pelo Ticket Agora.

Deixo uma palhinha das histórias do Carlão no live abaixo, que integra a playlist do canal JQC do YouTube.

/ 945 Posts

Paulo Vieira

Influenciado pelo velho “Guia completo da corrida”, do finado James Fixx, Paulo Vieira fez da calça jeans bermuda e começou a correr pela avenida Sumaré, em São Paulo, na adolescência, nos anos 1980. Mais tarde, após longo interregno, voltou com os quatro pés nos anos 2000, e agora coleciona maratonas – 9 (4 em SP, 2 Uphill Rio do Rastro, Rio, UDI e uma na Nova Zelândia), com viés de alta – e distâncias menos auspiciosas. Prefere o cascalho de cada dia às provas de domingo e faz da corrida plataforma para voos metafísicos, muitos dos quais você encontra nestas páginas. Evoé.

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado ou compartilhado e os campos obrigatórios estão marcados com asterisco (*).

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.