Um amaciante para tirar a caatinga da roupa do esportista

Paulo Vieira

Tag: , , , , , , , , , , ,

UM NOVO AMACIANTE CHEGOU À PRAÇA PARA abocanhar as patacas do esportista que quer se ver livre da caatinga da roupa que usa na malhação.

Lançado no Brasil pela gigantesca multinacional P&G (Procter & Gamble), o Downy Sport, mais um produto da “família” Downy, entrou no Brasil para disputar o concorrido segmento dos amaciantes, com enfoque no crescente mercado de esportistas amadores.

Bate de frente com uma marca tradicional, o Comfort, que também tem seu “spin off” esportivo.

O rótulo do Downy tem um casal sorridente a correr – o mesmo biótipo branco, saudável, assertivo; wasp, em uma palavra, do comercial standard de margarina.

A questão é que roupas esportivas, feitas com materiais como poliéster e poliamida, que facilitam a secagem durante o exercício, não são em geral amigas dos amaciantes – há indicação explícita em suas etiquetas para que, depois da lavagem, elas não sejam “amaciadas”.

Para Ana Victoria Sanchez, do marketing da P&G, o produto “cuida das tecnologias de regulação de temperatura e protege as fibras dos tecidos, evitando esgarçamento e deformação.”

Se isso é mesmo verdade, só o uso contínuo pode revelar. Não submeti minhas velhas camisetas e calções a escrutínio, mas agradeço a manifestação de quem já o fez. Socorra-se você mesmo na caixa de comentários.

O posicionamento do produto no mercado de esportes não é supérfluo. Dinheiro anda escorrendo em ações de algum impacto. Além de patrocinar as muitas provas do circuito de corrida Track and Field, a P&G já fez ações com, er, influenciadores digitais.

Aviso: nunca utilizei o produto, que custa R$ 13,39 (1 litro) no Carrefour, preço mais barato segundo pesquisa rápida feita hoje no Buscapé. O Confort, no mesmo varejista, custa R$ 9,79 (mais vem o dobro, 2 litros). Pois é.

Este pasquim trocou e-mails com Ana Victoria Sanchez, do marketing da Procter, para entender melhor a treta.

JQC – Qual a especificidade do produto brasileiro, se há alguma (mais aroma, mais concentração, mais poder alvejante etc.)?

Ana Victoria Sanchez – Downy Sport tem formulação exclusiva ideal para a lavagem de roupas esportivas, pois permite a circulação de ar e de suor das peças, além de cuidar das tecnologias de regulação de temperatura e de proteger as fibras dos tecidos, evitando esgarçamento e deformação.

O produto possui aroma refrescante de longa duração mesmo após momentos de intensa atividade e transpiração, além de contar com tecnologia única Odor Block.

JQC –  Em que mercados mundiais o produto já se estabeleceu? Quanto tempo foi necessário para lançá-lo no Brasil? Considerando que o boom da corrida no Brasil já foi vivido, por que a demora?

Ana Victoria – Downy Sport foi lançado com êxito no Japão, e dado o sucesso, já foi inserida no mercado japonês uma segunda versão. Já o Brasil foi o segundo do mundo a ter o produto, dois anos após o Japão e depois de um ano e meio de testes no mercado local, em diferentes tipos de tecidos de roupas esportivas.

JQC –  Qual é o elemento ativo da fórmula que garante o poder bactericida, que suponho crítico, mas que não pode ser tão forte a ponto de danificar a roupa? 

Ana Victoria – Downy Sport possui a inovadora tecnologia única Odor Block para garantir que as pessoas vivam seu lifestyle ativamente, mesmo com o suor. O produto contém ativos de neutralização de odores ativados por movimento, que fornecem proteção diária, com um perfume unissex.

O produto ainda permite a circulação de ar e suor das peças, baseado em provas técnicas de respirabilidade e circulação de água versus outros amaciantes concentrados.

JQC – Qual a meta de venda de curto e médio prazo? Que posição o Brasil pode ocupar na venda global do produto?

Acabamos de conquistar a liderança em amaciantes. A ideia é de que o Brasil chegue ao top 3 de vendas globais do produto.

 JQC – O amaciante será vendido em grandes pontos de varejo ou trata-se mais de um produto de nicho, no varejo ligado ao esporte?

Ana Victoria – Ele está disponível nos principais varejistas do país e em lojas online nos tamanhos 500ml, 1l e 1,5l.

JQC – A P&G pretende apoiar provas de corrida para dar mais visibilidade ao produto? Se sim, quais? Já fez isso antes de seu lançamento comercial?

Ana Victoria –  Desde maio passado, com o lançamento do benefício de “proteção de maus odores” em toda a linha, a marca patrocina as provas do circuito Track & Field. Além de lavar as camisetas dos participantes, Downy levou um túnel perfumado para as provas.

JQC – Aprofundando a questão anterior, qual é o escopo da estratégia de marketing e publicidade? Digital, eventos esportivos, mídia convencional, influenciadores?

Ana Victoria –  Downy [a família de amaciantes de que o Downy Sport é um dos membros] teve dois grandes lançamentos, o próprio Downy Sport e a campanha Liberte suas Paixões. O filme da campanha, A Baterista, foi a principal iniciativa da marca para 2019, com uma baterista “libertando suas paixões” para mostrar, mais uma vez, que as mulheres podem e devem estar presentes em todos os lugares, nas mais variadas ações e profissões.

A campanha trouxe uma série de ações, desde um squad de influenciadores (Camila Coutinho, Ju Romano e Kyra Gracie etc.) contando como libertaram suas paixões com confiança, passando por uma ação de cunho social com doação de roupa limpa a instituições com projetos voltados à mulher.

Houve também uma quebra de recorde mundial para o Guiness (do número de pessoas tocando bateria em crescente) num evento aberto ao público em março passado, no parque Villa-Lobos, em São Paulo.

 Foto da home: a cantora Iza e adeptas em evento da marca Downy, no parque Villa-Lobos, em São Paulo, em março/Facebook Downy Brasil

 

/ 932 Posts

Paulo Vieira

Influenciado pelo velho “Guia completo da corrida”, do finado James Fixx, Paulo Vieira fez da calça jeans bermuda e começou a correr pela avenida Sumaré, em São Paulo, na adolescência, nos anos 1980. Mais tarde, após longo interregno, voltou com os quatro pés nos anos 2000, e agora coleciona maratonas – 7 (Sp, Rio do Rastro, Rio, UDI e uma na Nova Zelândia), com viés de alta – e distâncias menos auspiciosas. Prefere o cascalho de cada dia às provas de domingo e faz da corrida plataforma para voos metafísicos, muitos dos quais você encontra nestas páginas. Evoé.

Um Comentários

  1. Silvia Goetz

    O melhor produto para tirar o mau cheiro das roupas, tecidos ou mesmo do corpo é o bicardonato de sodio.
    Uma boa colher na maquina de lavar alem de neutralizar os odores ainda tira manchas.
    No corpo colocar um pouco na bucha e se esfregar. No sovaco passar diretamente o pó depois enxaguar para tirar os cristais que ficaram.
    Tudo natural barato e ecologico. Sem produtos quimicos .

    Responder

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado ou compartilhado e os campos obrigatórios estão marcados com asterisco (*).

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.