Oportunidade na crise: reduzir sua dependência do automóvel

Paulo Vieira

Tag: , , , , , , , ,

O BRASIL BEM PODE TER VOLTADO 20 ANOS EM 2, como o próprio governo indicou, mas depois do grande evento destes dias, a greve/locaute dos caminhoneiros e de seus patrões, pode ser que precisemos atualizar a conta.

Melhor momento da semana: quarta-feira à noite, em horário em que nenhum presidente de empresa dá entrevista, quanto mais coletiva, Pedro Parente tenta convencer jornalistas e audiência de que o desconto de 10% do óleo diesel concedido naquele dia foi decisão exclusiva dele e de seus acólitos na Petrobras.

Pedrão, conta a do papagaio agora.

(E se é assim, seria interessante que ele ressarcisse quem sofreu com a desvalorização dos papéis da estatal – só ontem, a perda média foi de 13%. Declino minha conta bancária?)

Mas se crise é oportunidade (apud: Guanaes, Nizan), aproveite-a você também, leitor deste pasquim.

Que tal reduzir sua dependência do automóvel? O ambiente, para dizer nada, agradece.

(E para tampouco falar de saúde pública: acidentes de trânsito são causa de 40 mil mortes/ano no Brasil).

Saiba:

Em São Paulo, aumentou dramaticamente nestas últimas semanas a disponibilidade de bikes para compartilhamento.

O banco patrocinador do sistema laranja cumpriu a promessa de multiplicar rapidamente o número de estações, que já são 260 – e comportam agora 2 600 bikes. Há enormes lacunas na cidade, como Centro e zonas Norte e Leste, mas as perspectivas são boas.

Há a promessa de que outras empresas entrem no sistema, colocando mais 80 mil bikes para compartilhamento pela cidade, algumas na versão “dockless”, ou seja, soltas, sem estação.

É uma promessa doreana, então é melhor colocar as barbas de molho.

BIKE: 9 MINUTOS MAIS RÁPIDA E R$ 451 MAIS BARATA DO QUE CARRO EM SP

QUANTO MAIS CICLORROTA, PIOR?

O RETROCESSO DA POLÍTICA CICLOVIÁRIA DE SP

QUEM PEDALA É MAIS FELIZ, DIZ PESQUISA

A BIKE COMO TERAPIA

PAULO SALDIVA: A CIDADE ESTÁ OBESA

O TESTE DO NOVO SISTEMA DE COMPARTILHAMENTO DE BIKES DE SP

LARANJA X VERMELHA: TESTAMOS OS SISTEMAS DE BIKE COMPARTILHADA

TEU CARRO: TRÊS CIGARROS POR DIA PARA OS NOSSOS PULMÕES

A CORRIDA DO PIKO, A MAIS PROUSTIANA DAS MINHAS CORRIDAS

MARCOS PINGUIM E A CORRIDA TRANSPORTE

De qualquer forma, se pedalar foi inviável, é sempre bom lembrar que há também as bicicletas elétricas, para mim a mais genial solução de transporte individual já pensada pela humanidade.

A empresa E-moving tem planos diversos, muitos deles voltados para empresas. Para o consumidor final, sai por mês de R$ 199 (se for plano anual) a R$ 399 (plano mensal).

 

 

/ 828 Posts

Paulo Vieira

Influenciado pelo velho “Guia completo da corrida”, do finado James Fixx, Paulo Vieira fez da calça jeans bermuda e começou a correr pela avenida Sumaré, em São Paulo, na adolescência, nos anos 1980. Mais tarde, após longo interregno, voltou com os quatro pés nos anos 2000, e agora coleciona maratonas – 6, com viés de alta – e distâncias menos auspiciosas. Prefere o cascalho de cada dia às provas de domingo e faz da corrida plataforma para voos metafísicos, muitos dos quais você encontra nestas páginas. Evoé.

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado ou compartilhado e os campos obrigatórios estão marcados com asterisco (*).

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.