Domingo tem a corrida do GRAACC

Paulo Vieira

Tag: , , , , , , ,

NESTE DOMINGO EM SÃO PAULO, exatamente como em tantos outros domingos em São Paulo, tem corrida. No entorno do parque Ibirapuera acontece a 18ª Corrida e Caminhada do GRAACC, evento com renda revertida para essa instituição de referência no tratamento do câncer da criança e do adolescente.

A corrida é massiva: chega a juntar 10 mil inscritos, segundo Tammy Allersdorfer, superintende de desenvolvimento institucional do GRAACC, que vê no evento uma oportunidade excelente para chamar atenção para  o trabalho do hospital e, assim, atrair novos doadores.

CORRENDO PELO DAVI E OS OUTROS MENINOS E MENINAS DO GRAACC

KRUTMAN: BRASIL ENGATINHA NAS CORRIDAS DE FILANTROPIA

UMA PLANILHA PARA COMEÇAR A CORRER POR WO

O DESAFIO EXTREMO DO ULTRA CARLOS DIAS, QUE TAMBÉM AJUDA O GRAACC

Como já falamos aqui, este ano há novidades. Crianças agora podem participar com os pais da caminhada de 3K e surgiu uma segunda distância para os corredores adultos: além dos tradicionais 10K, há o 5K.

Um dos kits é chamado “Corra por Mim”, em que o atleta leva como número de peito a fotinho e o nome de uma das crianças atendidas pela instituição. Eu e outros jornalistas vamos correr com o Davi, de 2 anos, que trata um câncer que prejudica o funcionamento de seu sistema nervoso central.

*******************************

Provavelmente não é coincidência, mas o ultra Carlos Dias, o Carlão, que monta seus desafios e procura transferir cerca de 10% do que arrecada com eles para o GRAACC, estará em São Paulo no domingo.

Como você talvez saiba, Carlão iniciou pelo Chuí seu Desafio 2 Extremos, que consiste em atravessar o Brasil correndo (ainda que em pace de “tartaruga ninja”, como ele diz).

Serão 10 mil K e uma travessia de barco pela Amazônia.

Em vez do Oiapoque, a chegada agora é no monte Caburaí, em Roraima, considerado o novo ponto extremo norte – ponto setentrional, para os parnasianos – do Brasil.

A lança começou em 15 de abril com frio na fronteira com o Uruguai, depois teve chuva em Capão da Canoa e muito sol na moleira ao longo da BR-101, a estrada de que ele até agora mais se utilizou.

Hoje, quinta-feira, ele está em algum lugar entre Santos e Peruíbe, devendo subir a serra, sempre de SP2, no sábado.

Vai ser uma ótima oportunidade para encontrar o parça e ouvir algo sobre esse primeiro mês do Desafio, que deve se estender por 200 dias, até novembro.

Espero que ele não me peça para correr os 10K do GRAACC com a mochila de 10kg que ele leva às costas nas suas jornadas diárias de 50K.

 

 

/ 805 Posts

Paulo Vieira

Paulo Vieira corre pelas ruas de São Paulo desde os 15 anos e pelo mundo desde os 32, quando passou uma temporada em Londres. Adora correr em estradas rurais, descobrir novos caminhos e ir e voltar do Pico do Jaraguá. Mas agora anda frequentando também treinos no Parque Villa-Lobos às 7 da manhã com seu tênis minimalista - desde que a Lusa não jogue na véspera.

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado ou compartilhado e os campos obrigatórios estão marcados com asterisco (*).