As novidades da corrida Viver Bem

Paulo Vieira

Tag: , , , , , ,

QUE A VIVER BEM, PROVA QUE ACONTECE no próximo domingo no entorno do Salvador Shopping, é o grande evento de corrida de rua do primeiro semestre de Salvador, pouca gente desconhece. Mas o que talvez os soteropolitanos e todos que acorrem à Boa Terra em abril não saibam é que este ano ela vem cheia de novidades.

A primeira dessas novidades é a corrida infantil, algo que enche de orgulho os papais corredores. A “bateria” será apenas de 400 metros, o que permite que as crianças não se cansem e voltem para ver as provas adultas de 5K e 10K.

A outra novidade desta edição é a premiação para os vencedores masculino e feminino da corrida de 10K. Os dois atletas ganham uma viagem a Paris com direito a participar da 41ª edição da corrida de rua La Grande Classique, o 16K mais charmoso do mundo: os corredores largam  da Torre Eiffel e terminam a prova defronte ao palácio de Versailles. A prova acontece no fim de setembro na capital francesa.

Como se não fosse suficiente, cada um deles terá direito a levar um acompanhante.

No mais, os diferenciais que já são marca registrada da Viver Bem: a possibilidade de utilizar o estacionamento do Salvador Shopping durante a prova (a taxa está incluída no valor da inscrição); guarda-volumes, espaço kids e banheiros climatizados no local do evento; e, na corrida, postos de hidratação, atendimento médico e segurança.

JORNALISTAS QUE CORREM

Como nos dois últimos anos, os jornalistas baianos disputam uma competição interna nas categorias 5K e 10K. Os profissionais serão recepcionados na tenda do site JORNALISTAS QUE CORREM, que apoia o evento.

As inscrições para a Corrida Viver Bem estão encerradas. A retirada de kits acontece na sexta e sábado anteriores à prova exclusivamente na loja LOJA oficial da Corrida Viver Bem, localizada no Piso L1 dentro do Salvador Shopping.

/ 819 Posts

Paulo Vieira

Influenciado pelo velho “Guia completo da corrida”, do finado James Fixx, Paulo Vieira fez da calça jeans bermuda e começou a correr pela avenida Sumaré, em São Paulo, na adolescência, nos anos 1980. Mais tarde, após longo interregno, voltou com os quatro pés nos anos 2000, e agora coleciona maratonas – 6, com viés de alta – e distâncias menos auspiciosas. Prefere o cascalho de cada dia às provas de domingo e faz da corrida plataforma para voos metafísicos, muitos dos quais você encontra nestas páginas. Evoé.

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado ou compartilhado e os campos obrigatórios estão marcados com asterisco (*).

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.