O Davi e as outras crianças do GRAACC, estrelas da corrida de maio

Paulo Vieira

Tag: , , , , ,

COM APENAS UM ANO E 11 MESES, o Davi trata um câncer que prejudica o funcionamento de seu sistema nervoso central. Ele é atendido no GRAACC, hospital de referência na América Latina para o tratamento de tumores complexos de crianças e adolescentes.

Não conheço pessoalmente o Davi, mas vou com ele ao peito na 18ª edição da Corrida e Caminhada do GRAACC, que acontece no próximo dia 13 de maio, em São Paulo. Pelo que vi, estou em boa companhia: além do editor deste pasquim, o Wanderlei Oliveira, o WO, pioneiro da corrida de rua no Brasil, também corre com o “bib” 12345 e a fotinho do Davi no peito.

Há outros “influencers” que também vão com o Davi.

São os próprios pacientes, como o Davi, as estrelas das campanhas de comunicação da instituição, que tem nessa corrida anual, que começou despretensiosamente dentro do parque Ibirapuera, em 2001, seu grande evento anual.

O GRAACC não se utiliza de leis de incentivo para a realização da corrida, que é paga pelos patrocinadores. O que arrecada, cerca de R$ 1 milhão, é uma fração dos custos de manutenção do hospital, mas há, segundo Tammy Allersdorfer, superintende de desenvolvimento institucional do GRAACC, um significativo “ganho intangível.”

“Quando a gente faz o evento, a instituição fica mais conhecida, chega mais à mídia, e o processo de captação fica mais fácil. De qualquer forma, a Corrida e Caminhada tomou proporção, faz parte calendário da cidade”, disse Tammy em entrevista ao JQC.

O GRAACC atendeu 3 400 crianças em 2017 a um custo de R$ 120 milhões. Os casos mais complexos de câncer são encaminhados para lá, o que dificulta a expansão da taxa global de sucesso dos tratamentos do hospital, hoje em 70% – praticamente uma a cada três crianças não sobrevive.

KRUTMAN: BRASIL ENGATINHA NAS CORRIDAS DE FILANTROPIA

UMA PLANILHA PARA COMEÇAR A CORRER POR WO

O DESAFIO EXTREMO DO ULTRA CARLOS DIAS, QUE TAMBÉM AJUDA O GRAACC

É por isso que a Corrida, que chega a juntar 10 mil inscritos, é tão importante. “Aliar saúde com esporte é muito bacana, e ainda dá grande visibilidade para o que fazemos”, disse Tammy. “Ao colocar a causa em evidência, divulgamos mais o nosso trabalho e aproveitamos pra desmistificar um pouco o que é a doença.”

Este ano, há novidades. Crianças podem participar com os pais da caminhada de 3K, e surgiu uma segunda distância para os corredores: agora, além dos 10K, há o 5K. O percurso é já conhecido, em torno do parque Ibirapuera e de ida e volta pela avenida 23 de Maio, com o ponto de retorno alguns metros à frente do viaduto da Indianópolis.

Vamos todos nessa? As inscrições custam de R$ 110 a R$ 140 e estão a um clique neste link.

 

 

/ 805 Posts

Paulo Vieira

Paulo Vieira corre pelas ruas de São Paulo desde os 15 anos e pelo mundo desde os 32, quando passou uma temporada em Londres. Adora correr em estradas rurais, descobrir novos caminhos e ir e voltar do Pico do Jaraguá. Mas agora anda frequentando também treinos no Parque Villa-Lobos às 7 da manhã com seu tênis minimalista - desde que a Lusa não jogue na véspera.

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado ou compartilhado e os campos obrigatórios estão marcados com asterisco (*).