O Capitão Fonseca da Run & Fun

Paulo Vieira

HÁ UM CHISTE NO MERCADO DE ASSESSORIAS ESPORTIVAS. Ela envolve justamente a maior delas, a Run & Fun, de Mario Sergio Andrade Silva, o Marião, que fez sua entrée no esporte de alto rendimento pela água, nadando com as cores do Clube Pinheiros.

Numa época em que “volume” era palavra mágica, ou talvez a única palavra conhecida pelos treinadores, ele já disse a este pasquim que chegou a nadar até 10K num dia.

Depois disso, foi treinador de natação no mesmo Pinheiros. Ele abriu a Run & Fun em priscas eras, 1993, tempo do Corsa e da Lilian Ramos, e hoje, duas décadas e fumaça depois, as camisetas amarelo-canário são ubíquas nos parques de São Paulo, cidade onde está a maioria esmagadora de seus alunos.

Mario deu uma longa e ilustrativa entrevista a este pasquim que pode ser revista nos links abaixo:

MARIÃO SOLTA A VOZ – PARTE 1

MARIÃO SOLTA A VOZ – PARTE 2

O tal chiste é o seguinte: a Run & Fun é mais “fun” do que “run”.

Então vamos logo ao que nos trouxe aqui. Há cerca de dois anos a empresa celebrou um acordo com a equipe Selva Aventura, capitaneada por Caco Fonseca, educador físico com pós-graduação em Biodinâmica do Exercício.

Até aí morreu neves. Os grandes diferenciais do currículo do Caco estão ligados às provas de aventura, aquelas que duram semanas e que envolvem esportes distintos como corrida, remo, natação, escalada, ciclismo, culinária de sobrevivência, levantamento de peso de mochila nos ombros.

Provas que inspiraram os produtores de reality show pelo mundo afora.

Saiu pra comprar cigarro/Foto: Selva Aventura
Uma saída pra comprar cigarro/Foto: Selva Aventura

E, muito importante, esses eventos envolvem também capacidade de navegação própria.

(Quem tiver o prazer de ler o último livro do meu heroi, nosso heroi Guilherme Cavallari sobre sua expedição pelas Highlands vai ter um teaser da encrenca que é ter de se entender com bússola, GPS, cartas náuticas, tratados de divisões de terras do Brasil Colônia, arame farpado e muros ao longo do rio Grande).

De volta ao Caco. Ele não se juntou à Run & Fun apenas para abrir uma área “aventura” na assessoria, que tem a maior parte de seus alunos curtindo a buena onda dos 5K-10K-21K-42K, asfalto mormente.

Ele tem ajudado a redimensionar as técnicas de treinamento para esses corredores da Selva de Pedra.

E nisso até o longão, o querido e tradicional 20-25-30K feito no relax e na social do sabadão, subiu no telhado.

Agora a jogada é cumprir um 28K com 8K leves no começo e depois quatro tiros de 5K na força bruta. Entre esses, descanso, caminhada, hidratação. “A ideia é não precisar, por conta de um volume exagerado, ter de diminuir o esforço do próximo treino, dois dias depois”, disse o Caco a este JQC.

Vai vendo.

Caco disse outras coisas também, mas elas ficam para a semana que vem, para você não cansar só de lê-las e matar… o longão de sábado!

Mas já vamos aqui propor que ele ganhe uma promoção de patente. Caco é segundo tenente do Exército brazuca, mas agora torna-se capitão, o Capitão Fonseca da Run & Run.

(CONTINUA)

Tagged: , , , , , , , , , , , , ,

/ 727 Artigos

Paulo Vieira

Paulo Vieira corre pelas ruas de São Paulo desde os 15 anos e pelo mundo desde os 32, quando passou uma temporada em Londres. Adora correr em estradas rurais, descobrir novos caminhos e ir e voltar do Pico do Jaraguá. Mas agora anda frequentando também treinos no Parque Villa-Lobos às 7 da manhã com seu tênis minimalista - desde que a Lusa não jogue na véspera.

Deixe seu comentário

* Campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.