A Beer Mile de Aracaju

Paulo Vieira

Tag: , , , , , , , , ,

É MUITO PRAZEROSO quando este pasquim, em ação coordenada com seu gentil patrocinador, o Grupo Petrópolis, arma seus treinos e provas pelo Brasilzão afora.

Já houve eventos do tipo no Rio, em Salvador, Maceió, Recife, Aracaju e Boituva, no interior de São Paulo, como você pode ver – ou rever – aqui. Talvez tenham ocorrido outros alhures, minha memória jamais foi a mesma depois daquela viagem pelo sul do Piauí.

Quinta passada, no feriado de Finados, os Lagos da Orla de Aracaju foram cenário da terceira edição da prova de revezamento Jornalistas que Correm.

Cem pessoas formaram 50 duplas que correram duas milhas ao longo das margens de um dos lagos que decoram, como se isso fosse necessário, o caminho do Atlântico da capital sergipana.

Em cada uma das duplas havia um jornalista, o que torna Aracaju automaticamente o lugar onde há mais coleguinhas no Brasil.

Corra que o bastão vem aí
Corra que o bastão vem aí

Após o evento, os corredores foram recebidos com um café da manhã presidente e brindes do Grupo Petrópolis. Como a empresa vem se engajando numa campanha de consumo consciente de bebidas, o Saber Beber, aproveitou a ocasião para falar disso aos presentes.

Faço aqui uma gilete press sem mais aquela do portal ISergipe.com – creio que o colega Antonio Carlos Garcia não irá se importar – e reproduzo o que disse Emerson Neves, gerente de comunicação do Grupo Petrópolis, que prestigiou o evento.

“Entendemos que o problema não está no ato de ingerir álcool, mas sim a forma como é consumido. Com o Saber Beber, queremos lembrar que não é preciso parar de beber, mas sim beber com sabedoria.”

E beber com sabedoria, coloco eu também meus dois polegares gordos na massa desse bolo, significa ainda hidratar-se proporcionalmente ao álcool consumido e ficar longe do volante do carro.

Lembrando que até mesmo esportistas de marca maior, como a maratonista olímpica chilena Erika Olivera, derruba suas latinhas para, como contou há um par de anos, “controlar a ansiedade” que chega com a proximidade das provas e poder dormir melhor.

MAIS BIRITA, MAIS PERFORMANCE

UM CACHACEIRO NA SÃO SILVESTRE

BEER MILE

Um dos jornalistas participantes da prova JQC, o também corredor de longa quilometragem Arthuro Paganini – engraçado, esse nome não me é estranho –, do blog 1000 corridas antes de morrer, sintetizou lindamente o evento com o vídeo que vai embebido abaixo.

Grazie milla, Arthuro.

Desfrutem.

/ 827 Posts

Paulo Vieira

Influenciado pelo velho “Guia completo da corrida”, do finado James Fixx, Paulo Vieira fez da calça jeans bermuda e começou a correr pela avenida Sumaré, em São Paulo, na adolescência, nos anos 1980. Mais tarde, após longo interregno, voltou com os quatro pés nos anos 2000, e agora coleciona maratonas – 6, com viés de alta – e distâncias menos auspiciosas. Prefere o cascalho de cada dia às provas de domingo e faz da corrida plataforma para voos metafísicos, muitos dos quais você encontra nestas páginas. Evoé.

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado ou compartilhado e os campos obrigatórios estão marcados com asterisco (*).

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.