Treino intenso ou de resistência: dá-lhe banana nanica

Paulo Vieira

Tag: , , , , , , , , , ,

VIVER NUMA REPÚBLICA das bananas não é exatamente motivo de orgulho para seus habitantes, ao menos aqueles que se incomodam verdadeiramente em ser tratados como párias na geopolítica mundial.

Em compensação, na hora de comprar banana eles vão – que digo? –, a gente vai à forra.

Ou não, porque olha, aqui na Z.O. de Essepê tá difícil encontrar a dúzia de banana prata a menos de 6 pratas (êpa).

Todo mundo que já disputou uma prova de corrida de rua e que ganhou sua bananinha (e sua maçãzinha) junto com a medalha sabe que a fruta oblonga é a melhor amiga do corredor.

Potássio contra a câimbra, vitamina A, carboidrato para encher o tanque. As vantagens são inúmeras.

Mas quem vai falar mesmo disso é a Livia Hasegawa, nutricionista oficial deste pasquim.

DANIEL ALVES E NÓS: SOMOS TODOS BANANAS

CÂIMBRA NOTURNA, PRA QUÊ, MEU DEUS, PRA QUÊ?

MITOS DA NUTRIÇÃO ESPORTIVA

Só que o lance dela é a nanica. Liga.

*********************************

UM ESTUDO PUBLICADO em 2015 concluiu que o consumo de banana nanica madura antes e durante os exercícios de endurance leva à produção de ácidos fenólicos no intestino.

E eles ajudam na recuperação muscular de exercícios intensos e longos.

A fruta, musa do pintor Antonio Henrique Amaral nos tempos bicudos
A fruta, musa do pintor Antonio Henrique Amaral nos tempos bicudos

Devido a um processo natural de aumento de permeabilidade do organismo que ocorre durante o exercício, há aumento da absorção desses compostos da banana, que aceleram o processo de recuperação.

Além disso, como se sabe, a banana possui uma quantidade interessante de carboidratos, sendo uma excelente fonte de energia durante os treinos.

Se a sua digestão durante o exercício é boa com a fruta, que tal usá-la nos treinamentos?

MAIS LIVIA HASEGAWA NO JQC

Livia Hasegawa – Nutricionista esportiva e funcional formada pela USP
Instagram: @liviahasegawa | Facebook: Nutrição Esportiva e Clínica Funcional
(11) 2626-1449
nutricaoesportivaeclinica.com

 

/ 817 Posts

Paulo Vieira

Influenciado pelo velho “Guia completo da corrida”, do finado James Fixx, Paulo Vieira fez da calça jeans bermuda e começou a correr pela avenida Sumaré, em São Paulo, na adolescência, nos anos 1980. Mais tarde, após longo interregno, voltou com os quatro pés nos anos 2000, e agora coleciona maratonas – 6, com viés de alta – e distâncias menos auspiciosas. Prefere o cascalho de cada dia às provas de domingo e faz da corrida plataforma para voos metafísicos, muitos dos quais você encontra nestas páginas. Evoé.

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado ou compartilhado e os campos obrigatórios estão marcados com asterisco (*).

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.