Saber beber, saber correr

Paulo Vieira

SABEM TODOS OS QUE SEGUEM DESDE PRISCAS eras este pasquim, portanto o doutor Antonio Bellas e talvez apenas ele, que, se tenho uma única razão para corrrer – não, não tenho, tenho pelo menos 50 mais, como você pode ver aqui –, ela é para poder beber um tiquito más.

Não que eu seja um pudim de pinga que acorda todo dia cuspindo marimbondo, mas, pessoa já algo entrada em anos, preciso cuidar do shape para aguentar a rotina bissexta de entornamento de artesanais, assemblages, varietais e até mesmo de defumados escoceses impossíveis de achar no duty free de Guarulhos.

Além disso, a ciência, algumas publicações especializadas de corrida cujos redatores devem ser particularmente simpáticos à cerveja e grandes jornais americanos já mostraram que o consumo moderado (e sábio!) de bebida alcoólica pode ser um grande aliado da corrida.

Senão, vejamos.

MAIS BIRITA, MAIS PERFORMANCE

A MARATONISTA CERVEJEIRA

UM CACHACEIRO NA SÃO SILVESTRE

BEER MILE

Por isso, hoje, 15 de setembro, Dia Mundial do Consumo Consciente de Bebidas Alcoólicas, pago um pequeno pau para meus grandes beneméritos, os amigos do Grupo Petrópolis, e me alinho, melhor dizendo, fico na retaguarda da Verão Aline Riscado (se possível com o dress code da estação) na divulgação da campanha Saber Beber.

Como dizem os patrícios lá, “não tem nada de errado em beber. Errado é não saber beber.”

Então vamos ver como é essa história de saber beber no vídeo embebido (rá!) abaixo.

Tagged: , , , , , , , ,

/ 728 Artigos

Paulo Vieira

Paulo Vieira corre pelas ruas de São Paulo desde os 15 anos e pelo mundo desde os 32, quando passou uma temporada em Londres. Adora correr em estradas rurais, descobrir novos caminhos e ir e voltar do Pico do Jaraguá. Mas agora anda frequentando também treinos no Parque Villa-Lobos às 7 da manhã com seu tênis minimalista - desde que a Lusa não jogue na véspera.

Deixe seu comentário

* Campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.