Semana do maratonista: Camila Hirsch e Cláudio Castilho contam como forjam os herois dos 42K

Paulo Vieira

MAIS FETICHISTA ENTRE FETICHISTAS, o maratonista não merece apenas um dia, mui justamente celebrado ontem, aniversário do etíope Abebe Bikila (1932-1972), bicampeão olímpico da prova.

Merece logo uma semana inteira. O sujeito que cisma correr 42K, que vai do pico do bem-estar endorfínico lá pela 1h, 1h30 de corrida, aos vales profundos da depressão moral, psíquica e às vezes física ao perceber que ainda faltam 16K, 14K para acabar com aquele troço, é de fato um heroi.

Se Ulisses ou Macunaíma, se Batman ou Cara de Cavalo, vai a gosto do freguês.

***********************

Este JQC paga o devido tributo ao grande fetichista. Durante esta semana revê o pensamento de uma dúzia, dúzia e algo, de célebres treinadores, educadores físicos e CEOs de assessorias esportivas que passaram por aqui ao longo dos 4 anos e fumaça de vida e arrivismo deste pasquim.

São esses profissionais que na maior parte das vezes dão forma e concretude ao fetiche-mor: fazer de uma pessoa completamente ordinária (no sentido estrito da palavra), gris, seu vizinho ou você mesmo, quem nunca?, virar um maratonista.

E olha que os danados conseguem.

MARATONA, O FETICHE

É PRECISO DESRESPEITAR A MARATONA

PARE DE USAR PLANILHA

MINHA PRIMEIRA MARATONA, VIVACE

MINHA SEGUNDA MARATONA, HAIKU

MINHA TERCEIRA MARATONA, A PRIMEIRA QUEBRA

MINHA QUARTA MARATONA, DURA LEX, SED LEX

EM QUE QUILÔMETRO O MARATONISTA DIZ: FALTA TUDO ISSO AINDA?!?

************************

Camila Hirsch, Cláudio Castilho, Danilo Balu, Darlan Duarte, Iberê Dias, Marcio Atala, Marcos Paulo Reis, Mario Sergio Silva, Nelson Evêncio, Nuno Cobra, Nuno Cobra Jr, Ronaldo Martinelli, Wanderlei Oliveira, professor Zeca Fernando – todos reaparecem ao longo desta semana para falar algo sobre treinamento, disciplina, performance, desejo.

Fetiche, numa palavra.

Vamos de ordem alfabética.

CAMILA HIRSCH Educadora física formada pela USP, maratonista com 3:32, triatleta, pioneira no treinamento funcional, sócia da assessoria Personal Life.

Não procure o que está na moda, faça atividade física perto do trabalho, onde mexa menos com sua rotina; faça o que você gosta ou sente afinidade, não porque [essa atividade] queima mais calorias do que outras.

NO JQC: EM FORMA COM CAMILA HIRSCH

(Abaixo, veja entrevista em vídeo concedida a este pasquim em consórcio com a revista Sport Life)

CLÁUDIO CASTILHO educador físico formado pela Universidade de Mogi das Cruzes, supervisor técnico do atletismo competitivo do Clube Pinheiros, proprietário da assessoria esportiva Saúde & Performance

CASTILHO NO JQC: PARA QUEM QUER PERFORMAR

Não acho que um mesmo plano de treinamento funcione para todos os alunos. Fala-se muito na preparação de 16 semanas para a maratona, mas já treinei alunos com mais ou menos tempo. Depende muito da resposta de cada um e também de seu tempo disponível

Tento levar um pouco da vivência do atleta de alto rendimento para os alunos. Para isso, definimos metas e montamos um plano de treinamento. O dia a dia do alto rendimento é muito exigente, no limite da exaustão física e psicológica, e quando um aluno decide treinar com a gente, é preciso ter claro que ele deverá seguir o que foi planejado.

NÃO PERCA AMANHÃ

DANILO BALU desafia os cânones do treinamento e da nutrição

DARLAN DUARTE ensina exercícios funcionais para você correr melhor

IBERÊ DIAS diz com todas as letras: “Maratona é cretinice fisiológica.”

Tagged: , , , , , , , , ,

/ 660 Artigos

Paulo Vieira

Paulo Vieira corre pelas ruas de São Paulo desde os 15 anos e pelo mundo desde os 32, quando passou uma temporada em Londres. Adora correr em estradas rurais, descobrir novos caminhos e ir e voltar do Pico do Jaraguá. Mas agora anda frequentando também treinos no Parque Villa-Lobos às 7 da manhã com seu tênis minimalista - desde que a Lusa não jogue na véspera.

Deixe seu comentário

* Campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.