Comida para reforçar o sistema imunológico em dias frios

Paulo Vieira

Tag: , , , , , , , , ,

O INVERNO CHEGOU MEIO TROPEGAMENTE, mas a mínima de 10 graus prevista para a semana que vem em São Paulo não deixa dúvida de que é preciso tomar certos cuidados com a imunidade.

CINCO DICAS PARA CORRER NO FRIO

PREPARADORES EXPLICAM COMO TREINAR NO FRIO

A MARATONA MAIS GELADA DO BRASIL

É SOPA!

CORRENDO DOPADO PELO GENGIBRE

O frio intenso e a atividade física podem ajudar a deprimir o sistema imunológico. Por isso a nutri titular deste JQC, Livia Hasegawa, fala hoje de alimentos que ajudam a reforçar o sistema para que tudo siga rodando na mais perfeita.

**********************

NO INVERNO  É MUITO IMPORTANTE manter ou reforçar o consumo de alguns nutrientes, especialmente aqueles que têm efeito positivo sobre o sistema imunológico. Como no frio há mais chances de ficarmos gripados ou resfriados, sugiro ingerir os seguintes nutrientes:

ZINCO: mineral muito importante para o sistema imunológico, encontrado em carnes magras, feijões, ostras, castanha de caju, semente de abóbora.

VITAMINA C: encontrado em frutas como laranja, acerola, kiwi, morango.

GENGIBRE: alimento anti-inflamatório com potencial muito interessante na melhora de imunidade (Nota do Editor: para inflamação na garganta, não há nada melhor – uma meia do Rio que fiz a mileano que o diga)

PRÓPOLIS:  além de efeito antioxidante, possui propriedades imunomoduladoras, que ajudam a “formatar”, digamos assim, o sistema imunológico.

Cuide bem de sua imunidade para não ter de interromper seus treinos!

MAIS LIVIA HASEGAWA NO JQC

Livia Hasegawa – Nutricionista esportiva e funcional formada pela USP
Instagram: @liviahasegawa | Facebook: Nutrição Esportiva e Clínica Funcional
Atendimentos em São Paulo: (11) 2626-1449
Site: www.nutricaoesportivaeclinica.com

/ 819 Posts

Paulo Vieira

Influenciado pelo velho “Guia completo da corrida”, do finado James Fixx, Paulo Vieira fez da calça jeans bermuda e começou a correr pela avenida Sumaré, em São Paulo, na adolescência, nos anos 1980. Mais tarde, após longo interregno, voltou com os quatro pés nos anos 2000, e agora coleciona maratonas – 6, com viés de alta – e distâncias menos auspiciosas. Prefere o cascalho de cada dia às provas de domingo e faz da corrida plataforma para voos metafísicos, muitos dos quais você encontra nestas páginas. Evoé.

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado ou compartilhado e os campos obrigatórios estão marcados com asterisco (*).

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.