Paulo Carelli, da Iguana, fala ao JQC

Paulo Vieira

Tag: , , , , ,

ESCREVO DE NAPIER, ILHA NORTE DA NOVA ZELÂNDIA, uma hora e meia antes de uma maratona para a qual fiz a preparação mais heterodoxa possível. A semana de polimento somou 8K de cascalho, além de umas 40 horas de voos (considerando o fuso horário maluco de +15 horas), uma dieta com quase zero de carboidrato e bem poucas horas de sono.

Mas isso não é álibi nenhum, afinal vou correr pelo menos uns 21K no meio de vinhedos, subida zero.

Mas disso falaremos na segunda – hoje, a propósito, é começo de sábado neste lugar do mundo.

Abertura da primeira etapa do Circuito Caixa da Cidadania, na Cachoeirinha/Foto: Iguana Sports
Abertura da primeira etapa do Circuito Caixa da Cidadania, na Cachoeirinha/Foto: Iguana Sports

A semana começou com nossa cobertura em vídeo da primeira etapa do Circuito Caixa da Cidadania, o antigo Circuito Popular de Corridas, série de corridas de rua gratuitas pelos bairros mais distantes do Centro Expandido de São Paulo. Periferia, digamos.

POLIMENTO HETERODOXO PARA MARATONA NA NOVA ZELÂNDIA

POLIMENTO MENOS HETERODOXO PARA MARATONA

JQC NO CIRCUITO POPULAR DE CORRIDAS

CORRENDO NA ROCINHA

Faltou esta entrevista com uma figura conhecida do mercado de corridas de rua, Paulo Carelli, sócio e diretor geral da Iguana Sports. Paulo, é também diretor-técnico das provas da Iguana.

Os dois Paulos ofereceram seus perfis de rosto à câmera por considerarem que a imagem frontal nos os favorecia.

É importante dizer que o editor deste pasquim pediu à Caixa os valores de patrocínio, informação que eles sugeriram para o JQC procurar no Diário Oficial da União. O mecanismo de busca do “DIU” não foi muito amigável, portanto tão logo eu volte à base da Vila Anglo-Brasileira declino a informação.

A Iguana, previsivelmente, também não quis também se manifestar sobre o tema.

Por ora, fiquem com parte da justificativa da divisão de marketing, comunicação e cultura de São Paulo.

“Este evento, o Circuito Caixa da Cidadania, pode trazer benefícios para a população de São Paulo, pois é uma prova gratuita, ocorre em regiões onde não costumam haver provas de rua, possibilitando que mais pessoas tenham contato com a modalidade, logo, melhor qualidade de vida.

Para a Caixa é importante incentivar o esporte profissional e amador, promover o incentivo à prática desportiva para atletas iniciantes e população em geral, associando a marca da empresa aos valores relativos à melhoria da qualidade de vida.”

A próxima prova do Circuito é em 4 de junho, na ZL. Cidade Tiradentes, para ser  mais preciso. As inscrições já estão esgotadas.

/ 819 Posts

Paulo Vieira

Influenciado pelo velho “Guia completo da corrida”, do finado James Fixx, Paulo Vieira fez da calça jeans bermuda e começou a correr pela avenida Sumaré, em São Paulo, na adolescência, nos anos 1980. Mais tarde, após longo interregno, voltou com os quatro pés nos anos 2000, e agora coleciona maratonas – 6, com viés de alta – e distâncias menos auspiciosas. Prefere o cascalho de cada dia às provas de domingo e faz da corrida plataforma para voos metafísicos, muitos dos quais você encontra nestas páginas. Evoé.

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado ou compartilhado e os campos obrigatórios estão marcados com asterisco (*).

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.