JQC, 4 anos

Paulo Vieira

NA SEMINAL – WAAL, FAZIA UMA CARA, acho que desde os meus tempos de Bizz, 80 e fumaça, que não abria um texto com “No seminal”, – Capítulo 4, Versículo 3, Mano Brown tornava clássica a expressão “contrariando a estatística”.

O papo era reto: contrariava a estatística o preto pobre da periferia que chegava vivo, como o autor, aos 27 anos – “efeito colateral que seu sistema fez”; um tanto menos grave é esta minha apropriação. É  que este pasquim chega a seu quarto aniversário.

E, contrariando a estatística, mantendo um pesado ritmo de produção, uma postagem por dia em média. Já vamos para perto de 900 textos escritos desde aquele dia na poltrona apertada de um avião da United.

O jornalismo futebol clube aqui teve pouca modernização. Ainda jogamos no WM, preocupados principalmente com texto, informação e, vaidade das vaidades, estilo. Ainda longe do padrão Me, myself, meus pets fofos e meu Strava da concorrência.

Um parágrafo mais e acabo contrariando não a estatística, mas tudo aquilo que tenho pra hoje. Então me calo e deixo rolar umas fitas doidas que vivemos aqui.

Já tem leitura pro feriado?

ENTREVISTAS

DANILO BALU, O DEMOLIDOR DOS MITOS DE CORRIDA

MARIO SERGIO SILVA, O PIONEIRO DA RUN & FUN

AMYR KLINK, O ULISSES MODESTO

LISTAS

163 DICAS PARA CORRER MELHOR (OU CORRER, PONTO)

51 COISAS QUE A CORRIDA FAZ POR VOCÊ

GLOSSÁRIO PARA INICIANTES DA CORRIDA

ARGUMENTOS PARA EVANGELIZADORES DA CORRIDA

ARGUMENTOS PARA EVANGELIZADORES DA CORRIDA – PARTE 2

13 NOVOS AFORISMOS PARA O SEU GUIA ESPIRITUAL DA CORRIDA

10 VERDADES INCONVENIENTES SOBRE A CORRIDA E O CORREDOR

TESTES

O TESTE DO TESTE DA PISADA

TESTE PARA DEFINIR QUE TIPO DE CORREDOR VOCÊ É

TESTAMOS O GEL-KAYANO 23

MIZUNO WAVE PRORUNNER 18

TÉCNICAS DE CORRIDA

CORRENDO COM ABRAMOVIC

A TÉCNICA MADADAYO

CORRIDA É PRAZER

UM TREINO DE ALTA INTENSIDADE

GUIA SUMARÍSSIMO DO AQUECIMENTO

TÉCNICA DE CORRIDA CONTRA AS BOMBAS DA PM

OBSESSÕES

PIPOCA

UM NÚMERO DE PEITO PARA O PIPOCA

PIPOCA: A YESCOM FALA

DO QUE EU FALO QUANDO EU NÃO FALO COM O MURAKAMI

DO QUE EU FALO QUANDO EU NÃO FALO COM O MURAKAMI – PARTE 2

DO QUE EU FALO QUANDO EU NÃO FALO COM O MURAKAMI – SAIDEIRA

O MANUAL MURAKAMI PARA ULTRAMARATONISTAS

O MANUAL MURAKAMI PARA ULTRAMARATONISTAS – SAIDEIRA

CLÁSSICOS

O HOMEM QUE ATROPELOU MARCELO FROMER NÃO QUIS DAR ENTREVISTA

O TÊNIS DO ROLEZINHO

A CORRIDA DO PIKO, A MAIS PROUSTIANA DAS MINHAS CORRIDAS

EM CUNHA, ABRINDO PORTEIRAS COM BOLAÑO E FUSCAS

O TÊNIS PERFEITO NÃO EXISTE 

PROTAGONISTA DA PRÓPRIA HISTÓRIA

TURISMO DE EXPERIÊNCIA

MARATONA

MARATONA, O FETICHE

3:46:31 VIVACE

3:46:31 ANDANTE MODERATO

3:34:09, 12 MINUTOS A MENOS, 12 GRAUS A MAIS

A MEIA DE NY – I DID IT MY WAY 

COMO NÃO CORRER UMA MARATONA

IN MEMORIAN

ANANIAS

TOURO INDOMÁVEL (?? – 2014)

GESU BAMBINO: MINHA HISTÓRIA

COBRA MORDENDO O RABO

JQC, 3 ANOS

JQC, 2 ANOS

JQC, 1 ANO

E caso você não conheça ou não se lembre direito deles, ouça isto.

Tagged: , , , , , , , , ,

/ 630 Artigos

Paulo Vieira

Paulo Vieira corre pelas ruas de São Paulo desde os 15 anos e pelo mundo desde os 32, quando passou uma temporada em Londres. Adora correr em estradas rurais, descobrir novos caminhos e ir e voltar do Pico do Jaraguá. Mas agora anda frequentando também treinos no Parque Villa-Lobos às 7 da manhã com seu tênis minimalista - desde que a Lusa não jogue na véspera.

1 Comentário

  1. Antonio Bellas

    Parabéns, fanzoco de primeira hora!
    Abro todos os dias e fico chateado (quase nunca…) quando não tem!

    Reply

Deixe seu comentário

* Campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.