Pare de disputar provas de corrida

Paulo Vieira

A DINÂMICA É UM TANTO PERVERSA. O iniciante começa a correr, logo se sente desestimulado a pular da cama tão cedo tantas vezes por semana e opta pela saída “fazer amigos e manter o moral elevado”, engajando-se numa assessoria esportiva.

Lá, em dado momento, vai ouvir a questão macbethiana: “Qual é seu objetivo?”

SOZINHO OU ACOMPANHADO? – ESPECIALISTAS DIZEM COMO É MELHOR CORRER

É POSSÍVEL EVOLUIR SEM ASSESSORIA ESPORTIVA?

TATIANA FERRAZ: OS SOLITÁRIOS QUE ME DESCULPEM, MAS COMPANHIA É FUNDAMENTAL

Mas a pergunta apenas aparenta ser profunda. A resposta é de múltipla escolha entre opções apresentadas pelo próprio perguntador: 5K, 10K, meia maratona, maratona e uma espécie de n.d.a – manter a boa forma ou ajudar na redução de peso.

Corrida é mais do que isso
Corrida é mais do que isso

A pouquíssimos de nossos queridos amigos professores, a nenhum deles, na verdade, ocorre que a corrida pode ser vetor de coisas muito mais cabeludas: autonomia para longos deslocamentos, capacidade de sobrevivência em meio hostil, equilíbrio físico-psíquico do caboclo, prazer, ganho de conhecimento de naturezas diversas – do ambiente externo, interno, dos dois combinados etc.

CONVITE AO PRAZER

UMA CORRIDA LÍRICA NA USP

CORRENDO COM ABRAMOVIC

PARE DE USAR PLANILHA

FORÇA, FOCO E FÉ PRA QUÊ MESMO?

CUNHA & BOLAÑO

Ao vincular a “evolução” da “carreira” corredora ao cumprimento de certas “metas”, metas essas que normalmente são provas disputadas bovinamente ao longo de alguns domingos, você pode estar desperdiçando o melhor que a corrida tem para dar.

************************

Não nego, por outra, que exista prazer no cumprimento das tais metas. Novo Maratonista Cesinha Candido, jornalista com passagem por diversas publicações que estimulam o leitor a adentrar o cascalho, como a finada edição brasileira da Men’s Health, é o exemplo de enciclopédia.

Cesinha treinou com disciplina férrea para concluir sua primeira maratona – e a concluiu em menos de 4 horas, se não me trai a memória – e é incapaz de colocar 1K sequer em seu prontuário sem o consentimento da planilha.

Fazer algo na linha Cunha & Bolaño, por exemplo, abrir uma porteira para conhecer um novo cenário rural é algo impensável para o parça.

Ok achar que a corrida encontra seu estado da arte numa prova de 10K na marginal Pinheiros, plana e perfeita para “baixar o tempo”. Eu mesmo já fiz isso, assim como disputei duas maratonas Yescom em São Paulo.

Ocorre que, como naqueles adesivos picaretas vistos em alguns carros de São Paulo, há uma força maior na corrida – e você já está preparado para ela.

 

 

Tagged: , , , , , , , ,

/ 728 Artigos

Paulo Vieira

Paulo Vieira corre pelas ruas de São Paulo desde os 15 anos e pelo mundo desde os 32, quando passou uma temporada em Londres. Adora correr em estradas rurais, descobrir novos caminhos e ir e voltar do Pico do Jaraguá. Mas agora anda frequentando também treinos no Parque Villa-Lobos às 7 da manhã com seu tênis minimalista - desde que a Lusa não jogue na véspera.

Deixe seu comentário

* Campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.