Quer correr mais? Comece a engatinhar

Paulo Vieira

Tag: , , , , , , , ,

VANESSA DE SÁ VOLTA AOS NOSSOS pixels para falar de um treinamento revolucionário que todos nós já fizemos por alguns meses nas nossas vidas. Parecia fácil à época.

*************************

Tente visualizar a seguinte cena: Washington DC, The Mall, principal ponto turístico da cidade, domingo à tarde. Um bando de marmanjos se reúne para um atividade física coletiva: engatinhar por até 1 milha (1,6K). Quem dá conta de engatinhar essa distância é o campeão da tarde.

O evento é apenas um entre dezenas de iniciativas que pipocam mundo afora e que vêm tornando o engatinhar a mais nova tendência em atividade física.

photography.com
Vai que é sua

Sim, você leu direito.

O americano Tim Anderson, fundador do movimento Original Strength, é um dos responsáveis por alçar a técnica a latest craze. Ele falou com o JQC. Garantiu que ficar de quatro e mover-se como uma centopeia é excelente para quem corre.

Segundo ele, o movimento de engatinhar constrói ombros mais resistentes e exige bastante do core (abdome). E core forte, você sabe, permite que o corpo lide de forma mais eficiente com o impacto gerado pela corrida e ainda ajuda a proteger a coluna.

O treinador americano explica que fomos desenhados para fazer movimentos contralaterais. Quando caminhamos ou corremos, o braço se move de forma sincronizada com a perna oposta. Engatinhar é o movimento que está na origem do nosso padrão de caminhada, que é contralateral.

Engatinhar é mais desafiador do que parece. Claro, arrastar-se de quatro de um lado para o outro do quarto é fácil, mas experimente fazer isso por mais tempo. E tente fazê-lo não apoiado nas mãos e joelhos, mas nas mãos e  ponta dos pés.

UM TREINO FUNCIONAL PARA COMEÇAR A SEMANA

PÂNICO

SMARTBAND: PANACEIA OU FRAUDE?

A ESTEIRA SEM MOTOR

A CORRIDA SEM IMPACTO

Se for tentar a técnica, Anderson recomenda o seguinte: mantenha a cabeça erguida, os olhos no horizonte, o peito aberto (“como se você estivesse se sentindo o Super-Homem”, diz ele) e membros se movendo coordenadamente.

Se decidir tirar os joelhos do chão, adote o mesmo padrão corporal e postura, com as nádegas para baixo para que a coluna fique reta.

Vai bem três vezes por semana de 3 a 5 minutos.

/ 859 Posts

Paulo Vieira

Influenciado pelo velho “Guia completo da corrida”, do finado James Fixx, Paulo Vieira fez da calça jeans bermuda e começou a correr pela avenida Sumaré, em São Paulo, na adolescência, nos anos 1980. Mais tarde, após longo interregno, voltou com os quatro pés nos anos 2000, e agora coleciona maratonas – 6, com viés de alta – e distâncias menos auspiciosas. Prefere o cascalho de cada dia às provas de domingo e faz da corrida plataforma para voos metafísicos, muitos dos quais você encontra nestas páginas. Evoé.

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado ou compartilhado e os campos obrigatórios estão marcados com asterisco (*).

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.