Velocità cria grupo de corrida com a Adidas

Paulo Vieira

Tag: , , , , , , ,

NÃO HÁ MUITAS LOJAS NO BRASIL ESPECIALIZADAS em corrida. Uma delas, com três endereços apenas em São Paulo, é a Velocità. Ali dá para fazer um teste de pisada bacana, receber orientação efetivamente abalizada e levar para casa tênis que não custam alguns meses de cadeia por atrasar a pensão judicial.

É que lá eles vendem também modelos que já não são os de última linha. E todas as marcas, inclusive algumas com presença figurativa no Brasil, estão representadas.

O TESTE DO TESTE DA PISADA

A BASE DA ADIDAS

AS MARCAS SE MOVIMENTAM

A novidade é que agora a Velocità está abrindo um grupo de corrida com a Adidas. A base vai ser a unidade de Moema da varejista, a jardas do parque Ibirapuera.

Nos treinos, sempre às quartas-feiras, 19h, os participantes podem contar com um pacer, empréstimo de tênis Adidas (que pode ficar com o corredor por uma semana) e hidratação. A questão é que a parada não é de graça, como no caso da Runbase da Adidas na USP.

É preciso pagar uma taxa de 100 pratas (R$ 99,90, para ser mais preciso) no site da Velocità.

Segundo os organizadores, os participantes desse grupo terão benefícios especiais.

Estar no mailing da Velocità pode mesmo render benefícios. Eu, por exemplo, acabo de receber convite para um treino sábado que vem, aberto para 30 pessoas, comandado por Adriano Bastos, o da assessoria que leva seu nome, o fissuradão da Disney.

Serão de 8K a 11K da Velocità Pinheiros (defronte à FNAC) ao parque Villa-Lobos, em ida e volta, com direito a café da manhã e descontos de 20% nos produtos Asics. Os tênis Dynaflyte e Kayano 23 serão testados.

Para quem quiser conhecer o esquema de Moema, haverá treinos abertos em 5 de novembro e 3 de dezembro.

/ 958 Posts

Paulo Vieira

Influenciado pelo velho “Guia completo da corrida”, do finado James Fixx, Paulo Vieira fez da calça jeans bermuda e começou a correr pela avenida Sumaré, em São Paulo, na adolescência, nos anos 1980. Mais tarde, após longo interregno, voltou com os quatro pés nos anos 2000, e agora coleciona maratonas – 9 (4 em SP, 2 Uphill Rio do Rastro, Rio, UDI e uma na Nova Zelândia), com viés de alta – e distâncias menos auspiciosas. Prefere o cascalho de cada dia às provas de domingo e faz da corrida plataforma para voos metafísicos, muitos dos quais você encontra nestas páginas. Evoé.

2 Comentários

  1. Magnólia Reis Gomes

    Pena que só tem em São Paulo. Até chegar em Manaus vai demorar anos. Amo corrida de rua.

    Responder

  2. Rosemeire a s alves

    Como posso me inscrever nos treinos aberto 05/11/2016

    Responder

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado ou compartilhado e os campos obrigatórios estão marcados com asterisco (*).

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.