Seu corpo é feito para quê?

Paulo Vieira

PRETENDIA HOJE TERMINAR O MANUAL Murakami para ultramaratonistas iniciantes, que comecei ontem a partir das impressões do escritor e corredor japonês publicadas em seu livro Do que eu falo quando eu falo de corrida. 

MANUAL MURAKAMI PARA ULTRAMARATONISTAS INICIANTES – PARTE 1

NO JAPÃO SEM MURAKAMI, A TRILOGIA

FERNANDA THEDIM E A DIETA ZONA SUL

UM DIA PERIPATÉTICO

Como ficcionista, o danado sabe prender o leitor como poucos, e como escriba da corrida ele produziu algo realmente relevante. Mas eu decidi postergar as incríveis lições que Murakami legou voluntaria ou involuntariamente a quem, como ele, decidir enfrentar uma prova de 100K.

Posterguei porque olhando nas redes sociais de publicações inglesas por conta do Brexit, fui abduzido por esta campanha da grife americana Lane Bryant.

Importa pouco a campanha não ser o trend topic de ontem ou anteontem. Tampouco importa ser esta campanha uma muito bem urdida jogada comercial. A questão decisiva é que muita gente enlouquece com os resultados da corrida e passa a procurar o manequim perfeito.

E isso, nem sempre temos em mente, não existe.

Talvez seja melhor repetir: o manequim perfeito não existe.

Uma vez mais? Como no? O manequim perfeito não existe.

Que bom que nem todas/os são angels.

E o seu, foi feito para quê?

 

Tagged: , , , , , ,

/ 759 Artigos

Paulo Vieira

Paulo Vieira corre pelas ruas de São Paulo desde os 15 anos e pelo mundo desde os 32, quando passou uma temporada em Londres. Adora correr em estradas rurais, descobrir novos caminhos e ir e voltar do Pico do Jaraguá. Mas agora anda frequentando também treinos no Parque Villa-Lobos às 7 da manhã com seu tênis minimalista - desde que a Lusa não jogue na véspera.

Deixe seu comentário

* Campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.