3:34:09, intro

Paulo Vieira

3:46 E ALGO. Esse foi o tempo na minha estreia em maratona, ano passado em São Paulo. Mas muito mais que o tempo, foi a chegada, com minha filha Vitória me acompanhando nos 500 metros finais, que tornou aquela prova tão especial. O relato está nos links abaixo.

A PRIMEIRA MARATONA A GENTE NÃO ESQUECE, VIVACE

A PRIMEIRA MARATONA A GENTE NÃO ESQUECE, ANDANTE MODERATO

Com o sogro e coach espiritual Juarez Medeiros antes da largada
Com o sogro e coach espiritual Juarez Medeiros antes da largada

 

Ontem corri minha segunda prova de 42K, novamente a Mara de São Paulo. Tentarei descrevê-la algo poeticamente, agora.

O tempo

12 minutos mais curto

12 graus mais forte

Não estava mesmo para brincadeira

 

Correr em pace 5

como um relógio suíço

é desafio quando chega o 35

 

Maratona

vira maratona

quando corredores, qual deputados, invocam Cristo

(que o coitado tem a ver com isso?)

 

Túnel

Dentro a luz nunca chega

Fora é sair da caverna de Platão

Num treino de subida

 

Banda, torcida, plateia

Nada disso nos é conhecido

Mas você treina com isso?

 

Uma hora a chegada chega

Se não chegasse ainda assim chegarias

12, 15, 20 minutos de agonia para acabar algo que você – por que? – decidiu começar

 

Feitiço

Você termina a maratona e já pensa na próxima

Não há mal que nunca acabe nem bem que sempre dure?

 

Pior que recorde/nome/número não aparecer no site

– Yescom, né? –

é que vitória sem Vitória

é vitória sem Vitória

 

 

 

 

 

 

Tagged: , , ,

/ 658 Artigos

Paulo Vieira

Paulo Vieira corre pelas ruas de São Paulo desde os 15 anos e pelo mundo desde os 32, quando passou uma temporada em Londres. Adora correr em estradas rurais, descobrir novos caminhos e ir e voltar do Pico do Jaraguá. Mas agora anda frequentando também treinos no Parque Villa-Lobos às 7 da manhã com seu tênis minimalista - desde que a Lusa não jogue na véspera.

5 Comentários

  1. Rogerio Nogueira Rudge Costa

    Nossa que texto confuso demais!! Viaja nas ideias

    Reply

    • Paulo Vieira

      Você ainda não viu nada, Rogerio Rudge. Bem-vindo.

      Reply

  2. Angelo Caexeta

    Acho que eles descontaram desta maratona a meia na Pipoca! No prejuízo eles não iriam ficar!!! 🙂

    Reply

    • Paulo Vieira

      Sensacional, Angelo Caexeta. Grande abraço!

      Reply

  3. Carlos Turdera

    Parabéns, Paulo ! Um relógio suíço a prova de temperatura!
    E que a poesia concreta se cuide, aqui chega o haicai em pace!

    Reply

Deixe seu comentário

* Campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.