Dieta: abandone-a já

Paulo Vieira

Tag: , , , , ,

Ninguém nunca perdeu dinheiro apostando na estupidez humana, diz o famoso adágio, e ninguém, por extensão, nunca perdeu dinheiro criando a próxima dieta ou escrevendo um livro sobre o tema.

Mas felizmente há gente que tenha escrito um livro falando da inutilidade delas, as dietas. O livro, O peso das dietas, é da coach em nutrição Sophie Deram, brasileira nascida na França, doutora em endocrinologia pela USP.

MANDREY E A DIETA DA REDE SOCIAL

A DIETA ZONA SUL DE FERNANDA THEDIM

Sophie já disse que “a ciência mostra que 95% das dietas não funcionam”. É preciso “comer como nossas avós”, diz ela; os pesquisadores, por sua vez, deveriam prestar atenção no “comportamento” de quem come da mesma maneira como prestam atenção nos “nutrientes”.

É uma maravilha saber que é salutar – mais do que salutar: é necessário resgatar o prazer do ato de comer.

Sophie escreve regularmente para a versão brasileira do Huffington Post. Sua coluna está AQUI. Em sua primeira postagem de 2016, sugere o seguinte:

– Diga não às dietas restritivas. Comece a curtir o “momento divino” de se alimentar;

– Coma alimentos verdadeiros. Prefira alimentos in natura, evite alimentos processados;

– Cozinhe. Cozinhar “mesmo pratos simples” ajuda a melhorar sua alimentação.

No vídeo abaixo, ela expressa sua ideologia libertária (e nutritiva) aos telespectadores do Jornal da Cultura.

 

 

 

 

 

 

/ 828 Posts

Paulo Vieira

Influenciado pelo velho “Guia completo da corrida”, do finado James Fixx, Paulo Vieira fez da calça jeans bermuda e começou a correr pela avenida Sumaré, em São Paulo, na adolescência, nos anos 1980. Mais tarde, após longo interregno, voltou com os quatro pés nos anos 2000, e agora coleciona maratonas – 6, com viés de alta – e distâncias menos auspiciosas. Prefere o cascalho de cada dia às provas de domingo e faz da corrida plataforma para voos metafísicos, muitos dos quais você encontra nestas páginas. Evoé.

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado ou compartilhado e os campos obrigatórios estão marcados com asterisco (*).

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.