Testamos: Mizuno Wave Prorunner 18

Julia Zanolli

Modelos de tênis tão longevos são tipo o Fusca do universo esportivo: neste caso foram dezoito versões, alguns erros, muitos acertos, dezenas de combinações de cores e uma legião de fãs.

Vamos aos fatos. O Mizuno Wave Prorunner 18 é um tênis firme, que oferece estabilidade acima da média. Isso porque o cabedal é bastante estruturado, sobretudo na região do calcanhar e do tornozelo. A princípio pareceu desconfortável, mas em alguns treinos “amaciou”.

Divulgação
Lançamento é indicado para variados tipos de treino

Isso não quer dizer que o amortecimento seja duro, muito pelo contrário. A região do antepé é surpreendentemente macia, o que proporciona uma pisada bem confortável.

Quem não sabe bem quais são os componentes de um tênis de corrida pode consultar nosso guia aqui.

Outra coisa que chama a atenção assim que você calça o tênis pela primeira vez é a leveza – o tamanho de referência no 41 masculino tem 260 gramas.

Divulgação
Quem disse que leveza não combina com estabilidade

Nessa nova versão, o encaixe está mais ajustado e o material da sola promete oferecer mais durabilidade. Eu tenho o Prorunner 17 e de fato senti que o novo modelo “envolve” o pé melhor.

Por fim, senti mais segurança com ele no asfalto do que na grama, sobretudo em dias de chuva.

Tagged: , , , , ,

/ 219 Artigos

Julia Zanolli

Julia Zanolli começou a correr em nome do bom jornalismo quando foi trabalhar na revista Runner’s World sem entender nada do assunto. A obrigação virou curtição, mesmo depois de sair da revista. Se livrou do carro para poder andar a pé pela cidade, mas é fã assumida de esteira. Prefere falar de comida do que de nutrição e acha que ter tempo é muito melhor do que matá-lo.

1 Comentário

  1. Eduardo

    Acabei de comprar um prorunner 18 para substituir um brooks, com muitos kilometros de ótimos serviços prestados!! Confesso que fiquei desapontado na primeira corrida. Duro e muito apertado no meio do pé, mais parecendo um nike, o que me deixou surpreso . Além disso, os materiais internos são um tanto duros e desconfortáveis.
    Mas me animei após os comentários de que ele tem de “amaciar” lidos aqui e em outros dois sites.
    Vou ficar na torcida para que seja verdade,
    Abrcs,
    Eduardo

    Reply

Deixe seu comentário

* Campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.