Como amarrar o tênis

Paulo Vieira

Tag: , , , , , , ,

Eu nunca aprendi. Só consegui resolver o problema quando passei a correr com o Nike Free 3.0, que, de tão flexível, se ajusta ao pé como uma meia. Mas não são todos os amigos do JQC que podem com os tênis minimalistas.

O Free tem cadarço, mas se você os elimina, não perde nada. Também poderia vir a pensar em adotar mais para a frente o tênis que amarra sozinho, mas sou lá eu disso?

A maioria esmagadora dos tênis de corrida tem cadarço, e deixá-los desamarrados é uma tortura. O que fazer? Aprender a amarrar direito ou desapegar e não prejudicar seu tempo de corrida interrompendo a prova para fazer um lacinho?

Nosso especialista Magno Baleeiro, da Authentic Feet, que já mostrou o tênis por dentro aqui (você conhecia a entressola?), volta aos nossos pixels para ensinar, de uma vez por todas, como se amarra um tênis.

Já ia quase dizendo: você vai se amarrar. Ou ainda: você vai se amarrar nessa.

Ou esta: fazemos amarração forte.

Fala, Magno!

/ 819 Posts

Paulo Vieira

Influenciado pelo velho “Guia completo da corrida”, do finado James Fixx, Paulo Vieira fez da calça jeans bermuda e começou a correr pela avenida Sumaré, em São Paulo, na adolescência, nos anos 1980. Mais tarde, após longo interregno, voltou com os quatro pés nos anos 2000, e agora coleciona maratonas – 6, com viés de alta – e distâncias menos auspiciosas. Prefere o cascalho de cada dia às provas de domingo e faz da corrida plataforma para voos metafísicos, muitos dos quais você encontra nestas páginas. Evoé.

Um Comentários

Trackbacks & Pingbacks

  1. Amo Correr | Só quem corre sabe! Vibram Furoshiki: o tênis que abraça o pé - Amo Correr

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado ou compartilhado e os campos obrigatórios estão marcados com asterisco (*).

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.