Uma corrida por 20 paus

Paulo Vieira

Não aguenta mais pagar 100, 120, 150 pratas para participar de uma provinha de 10K? É uma grana considerável que você tem de investir à guisa de celebrar sua superação (e sair com o “kit” com medalha, camiseta, frutas e água). Fica mais pesado ainda quando você é provamaníaco e quer porque quer participar de uma prova a cada quinzena, a cada mês, a cada bimestre, a cada estação.

Bem, se é esse o seu caso, seus problemas acabaram, como no bordão daquele programa de humor. O Sesc Rio, a sucursal fluminense desse potentado do Sistema S, anuncia sua reentrada no circuito com uma provinha de corrida e caminhada de 7K na orla de Niterói, no domingo, 14 de dezembro.

Essa vista por 20 pratas/Foto: Nando P
Essa vista por 20 pratas/Foto: Nando P

Por 20 contos (10 para o povo da carteirinha), você ainda leva a melhor vista da Cidade Maravilhosa que se pode conceber. A largada é no MAC, o disco voador de arte contemporânea do Niemeyer, e a chegada em Charitas, na estação “B” das barcas, sempre pela orla. Dá direito ao kit com camiseta, número do peito, chip de cronometragem e sacola.

Se você animar, depois de atravessar a linha de chegada, corra mais 5,4K para conhecer a Fortaleza de Santa Cruz, com uma vista absurda da Baía de Guanabara, do Pão de Açúcar e das orlas do Rio e de Niterói. O forte serviu como presídio para os líderes da Revolução Farroupilha.

O site estava indisponível pela manhã, mas a organização prometeu deixá-lo vivo e chutando após a publicação deste respeitável post. Confira aqui.

Os Sesc de São Paulo, Paraná e outros estados também organizam suas provas ao longo do ano. Este domingo, em Sampa, há uma meia maratona em torno do Parque da Independência, no Ipiranga, para duplas ou quartetos, mas com inscrições (32 pratas) esgotadas.

E já que chegou até aqui, veja nossos vídeos em provas de corrida no canal Jornalistas que Correm do YouTube. Clica aí no azul.

Como este, do Circuito das Estações.

Tagged: , , , , , , , , , , , , , ,

/ 631 Artigos

Paulo Vieira

Paulo Vieira corre pelas ruas de São Paulo desde os 15 anos e pelo mundo desde os 32, quando passou uma temporada em Londres. Adora correr em estradas rurais, descobrir novos caminhos e ir e voltar do Pico do Jaraguá. Mas agora anda frequentando também treinos no Parque Villa-Lobos às 7 da manhã com seu tênis minimalista - desde que a Lusa não jogue na véspera.

Deixe seu comentário

* Campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.