Tá com tempo?

Paulo Vieira

Tag: , , , , , , , , , , ,

Tempo. O tempo todo falamos do tempo. Quando não sou eu, quando não é a Julia, são os convidados. Com treinos menos austeros, Isabela Pimentel se disse uma amiga do tempo. Antônio Barbanti revelou “que o tempo, desta vez, não teve a menor importância” no relato de sua meia em Buenos Aires.

Eu estava até com um pouco de saudade de voltar ao tema. A questão, que supunha superada, entre a planilha x liberdade. Na prática: entre sair correndo sem muito destino ou refazer um trajeto já conhecido e registrado no Garmin esperando, caray, diminuir meu tempo.

Pois foi o cara que  justamente deu a resposta: “sou eu hoje contra eu ontem” ao justificar por que corre, em uma entrevista dos primórdios deste pasquim, que me disse ontem que havia dois meses – acho que foi esse o período citado, estávamos num ambiente pouco propício a uma conversação de alto nível, o banheiro -, que há dois meses “tenta” correr sem relógio.

Onde queres revólver, sou coqueiro/Foto: Hernán Reig
Onde queres revólver, sou coqueiro/Foto: Hernán Reig

Disse que vem conseguindo, embora isso pareça “não fazer sentido”.  “Preciso de objetivos”, revelou, finalmente. (Bem, talvez ele não tenha percebido, mas há um aí: mostrar para si mesmo que pode correr sem relógio). Se fizesse nosso teste para ver que corredor é, SX seria o CDF da turma.

Fiquei com vontade de retrucar, lembrando a ele uma corrida de 15K que fizemos juntos em Jurerê, em Florianópolis, testemunhada imparcialmente aqui, algo supostamente muito livre, pela areia da praia e pelas pedras em direção à escondida praia de Canajurê, mas aí lembrei que a distância, policiada pelo seu Garmin, era a mesma da São Silvestre, a prova famosa que se dava em outra latitude naquele mesmo dia.

Deu 15K e o sujeito encerrou a corrida. Tchau e benção.

E aproveitando que o sábado cai no feriado e não tem muvuca nem Pacefit na Usp, tudo indica que esse fim de semana tem Pico. Com Garmin.

Pra finalizar com um laivo de erudição barata, vou ao “Quotations” e volto com esta: “Você pode se atrasar, o tempo não”.

Evoé.

 

/ 807 Posts

Paulo Vieira

Influenciado pelo velho “Guia completo da corrida”, do finado James Fixx, Paulo Vieira fez da calça jeans bermuda e começou a correr pela avenida Sumaré, em São Paulo, na adolescência, nos anos 1980. Mais tarde, após longo interregno, voltou com as quatro nos anos 2000, e agora coleciona maratonas – 6, com viés de alta – e distâncias menos auspiciosas. Prefere o cascalho de cada dia às provas de domingo e faz da corrida plataforma para voos metafísicos, muitos dos quais você encontra nestas páginas. Evoé

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado ou compartilhado e os campos obrigatórios estão marcados com asterisco (*).