Os 10 mandamentos sagrados da corrida

Julia Zanolli

Com o intuito de disseminar a palavra do esporte entre nossos louvados leitores, elaboramos uma lista com as regras de ouro da corrida. 50 quilômetros de subida com sol a pino para quem desobedecer esses mandamentos:

 

Uma adepto da corrida minimalista, irmãos
Uma adepto da corrida minimalista, irmãos

1.    Amarás o dia de descanso sobre todas as coisas
Pegue leve pelo menos por um dia depois de uma corrida puxada. Leve significa descanso total, corrida curta e leve ou fazer algum outro exercício também em ritmo tranquilo. Puxado significa uma prova, treino longo ou de velocidade.

2.   Não aumentarás o volume de treinos em mais de 10% por semana
Se nesta semana você correr 20 quilômetros no total, por exemplo, não corra mais de 22 na semana seguinte. Aumentar a quilometragem gradativamente permite que o corpo assimile a bronca e diminui o risco de sofrer lesões

3.   Aquecerás e desaquecerás religiosamente
Comece e termine todas as corridas com 10 minutos de caminhada e/ou corrida leve. No aquecimento, isso permite  que o corpo aumente gradualmente o fluxo sanguíneo e a temperatura dos músculos. No desaquecimento,  evita uma parada abrupta que pode causar cãibras, náuseas e tontura.

4.   Não cobiçarás comidas estranhas na véspera de uma corrida importante
Não coma nem beba nada diferente antes ou durante provas ou treinos puxados. Prefira alimentos com os quais já esteja acostumado para evitar desarranjos, zicas e outros demônios.

5.   Honrarás um longão de 32 quilômetros antes da maratona
Aumente a quilometragem dos treinos gradualmente, de modo a fazer pelo menos um treino de 32 K antes de encarar os 42 K. Isso ajuda a simular as dificuldades que você vai encontrar no dia da prova, estabelecer uma estratégia de nutrição e hidratação adequadas, além de dar mais confiança para o grande dia.

6.   Tomarás cuidado com carros, correndo na contramão
Pode ser aflitivo, mas é uma medida de segurança básica para qualquer corredor de rua. Corra sempre no sentido contrário ao dos automóveis: isso ajuda você a visualizar potenciais riscos e a pular fora a tempo.

7.   Não ficarás de barriga vazia em vão
Consuma carboidratos antes de correr e uma mistura de carboidratos e proteínas depois do treino. Assim, você fornece energia para os músculos e permite que eles se recuperem adequadamente do exercício.

8.   Cobiçarás outros esportes
Corredores que só praticam corrida têm mais chances de sofrer lesões. O cross-training (como bike, caminhada, natação ou deep running) melhora seu condicionamento e poupa seus músculos do impacto contínuo da corrida.

9.   Trocarás o tênis quando chegar a hora
Cada par dura em média 700 quilômetros de corrida. Se você não costuma fazer as contas, fique de olho em sinais de desgaste, como furos ou abrasão na borracha. Uma solução para evitar que o tênis detone tão rápido é revezar entre dois pares.

10.   Treinarás de acordo com o vosso objetivo
Simule nos treinos o que vai enfrentar na prova. Se vai participar de uma meia maratona, no frio e à noite, correr de manhã cedo no verão pode não preparar você adequadamente para o grande dia. Procure reproduzir as condições da prova durante (pelo menos uma parte d)o período de treinamento.

Tagged: , , , , ,

/ 219 Artigos

Julia Zanolli

Julia Zanolli começou a correr em nome do bom jornalismo quando foi trabalhar na revista Runner’s World sem entender nada do assunto. A obrigação virou curtição, mesmo depois de sair da revista. Se livrou do carro para poder andar a pé pela cidade, mas é fã assumida de esteira. Prefere falar de comida do que de nutrição e acha que ter tempo é muito melhor do que matá-lo.

1 Comentário

  1. @JoseAdolfo

    Todo corredor deveria experimentar o triatlo. São modalidades complementares. Com a natação a respiração fica melhor, juntamente com a flexibilidade e o core estabilizado. A bike deixa músculos das pernas opostos da corrida fortalecidos. Vale a pena!
    http://www.acru.com.br

    Reply

Deixe seu comentário

* Campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.