Cidade contra cidade

Paulo Vieira
Quem tem praia tem tudo/crédito: Amo Maceió
Quem tem praia tem tudo/Reprodução site Amo Maceió

 

Os brasileiros estão ficando mais pesados, e Florianópolis é a cidade em que seus habitantes mais praticam atividades físicas. É o que se verifica pelos dados recém-divulgados da pesquisa Vigitel, feita pelo Ministério de Saúde em parceria com o Núcleo de Pesquisas Epidemiológicas em Nutrição e Saúde da USP.

Foram feitas cerca de 53 mil entrevistas, por telefone, com moradores de todas as capitais do país. De 2006, data do primeiro Vigitel, a 2013, o último, os brasileiros com excesso de peso do universo de pesquisa passaram de 42,6% para 50,8%. Tem excesso de peso quem possui IMC igual ou maior a  25.

Cuiabá, sabe Deus o porquê, é a capital brasileira com maior índice de pessoas com excesso de peso (55%), seguida de perto por Porto Alegre, Rio, Manaus, Curitiba e Maceió. São Luís é a melhor no quesito, mas com ainda extremamente preocupantes 42%. Vêm a seguir Salvador e Belo Horizonte (ambos com 47%) e Goiânia e Palmas (48% de seus pesquisados com excesso de peso).

Mas não há só notícias ruins. Os brasileiros estão, paradoxalmente, comendo mais alimentos saudáveis. O consumo de cinco ou mais porções por dia de frutas e hortaliças, em ao menos cinco dias por semana, subiu de 20% para 23,6%. As mulheres, como era de se esperar, comem melhor: 27,3%. Apenas 19,3% dos homens comem essas cinco porções diárias de hortaliças ou frutas.

Florianópolis, Brasília/DF e Belo Horizonte são as cidades que se destacam no consumo desses produtos – e eu que pensava que o pessoal de BH só gostasse de CAOL. Maceió, Manaus, Belém e São Luís são os destaqus negativos aqui.

Finalmente, o ranking mais esperado, o das capitais cujos habitantes mais praticam atividades físicas em seu tempo livre. Florianópolis lidera (44%), seguida por Vitória (43%) e Brasília (42%). Os destaques negativos: São Paulo (28%), São Luís (31%) e João Pessoa (32%).

O tempo de prática esportiva preconizado pelo Ministério da Saúde é de pelo menos 150 minutos semanais de intensidade leve ou moderada ou no mínimo 75 minutos semanais de atividade física vigorosa.

Donde se conclui que, mano, tamo mal na fita.

Veja relatos de corredores no Rio em Beagá, BrasíliaFortaleza, Maceió e São Paulo. Sentiu falta de alguma capital? Escreva pra gente!

 

Tagged: , , , , , , , , ,

/ 745 Artigos

Paulo Vieira

Paulo Vieira corre pelas ruas de São Paulo desde os 15 anos e pelo mundo desde os 32, quando passou uma temporada em Londres. Adora correr em estradas rurais, descobrir novos caminhos e ir e voltar do Pico do Jaraguá. Mas agora anda frequentando também treinos no Parque Villa-Lobos às 7 da manhã com seu tênis minimalista - desde que a Lusa não jogue na véspera.

4 Comentários

  1. Rosa Symanski

    Então mudou drasticamente porque o Rio de Janeiro era o campeão de obesidade no Brasil pelos dados do IBGE de alguns anos atrás. Tanto que ganhou o New York Times com aquela matéria Garota de Ipanema gordinha.

    Reply

  2. carlos marcelinocom

    O que é isso? “e eu que pensava que o pessoal de BH só gostasse de CAOL”. Moro em bh e não sei o significado de CAOL. Obrigado.

    Reply

    • Paulo Vieira

      Couve
      Arroz
      Ovo
      Linguiça
      Abraço, Carlos

      Reply

  3. Danielle Brandão

    Olá Paulo,
    Sou mineira, adorei a tradução de CAOL que eu também não conhecia. Gostaria de saber os dados do Rio de Janeiro nesse ranking. Estou fazendo um estudo e pretendo iniciar um trabalho de saúde e bem estar por lá!
    Obrigada, abraço…

    Reply

Deixe seu comentário

* Campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.