A maldição do tênis rosa

Julia Zanolli

Passou já há muito tempo a fase em que menina só usava rosa. No meu caso, lá pelos seis, sete anos,  eu diria. Foi ferozmente substituída pela fase do azul, que acabou mais ou menos junto com a moda dos bonés e camisetas enormes. Mas no mercado dos tênis de corrida, a fase rosa dura para sempre.

Captura de Tela 2014-05-12 às 18.45.07 Captura de Tela 2014-05-12 às 18.44.42Captura de Tela 2014-05-12 às 18.42.49 Captura de Tela 2014-05-12 às 18.43.18

Difícil encontrar um modelo feminino que seja isento. Pode não ter rosa como cor predominante, mas algum detalhe… é batata. Um tênis que não tenha a cor em nenhuma de suas combinações de cor, praticamente impossível. Talvez eu é que ainda não tenha superado totalmente a fase azul, afinal se tem tanto rosa a mulherada deve  mesmo gostar. Mas galera, 2014, né? Tem mulher de barba arrepiando em concurso musical e dando um nó nessa história de gênero e a gente aqui batendo na tecla do rosa?

conchita
A trangênero austríaca Conchita Wurst, de 25 anos, venceu o Eurovision e mostrou que gênero não tem limite

Trabalhando na área, a gente muitas vezes recebe para testar, porque não daria conta de comprar tudo que tem por aí para saber o que está rolando no mercado. Aí fica por conta do assessor de imprensa, que parece achar que mulher gosta mesmo é de cor-de-rosa. Não é cuspir no tênis em que correu,  só notei um armário estranhamento monocromático por aqui…

tênis armário

 

Tagged: , , , , ,

/ 219 Artigos

Julia Zanolli

Julia Zanolli começou a correr em nome do bom jornalismo quando foi trabalhar na revista Runner’s World sem entender nada do assunto. A obrigação virou curtição, mesmo depois de sair da revista. Se livrou do carro para poder andar a pé pela cidade, mas é fã assumida de esteira. Prefere falar de comida do que de nutrição e acha que ter tempo é muito melhor do que matá-lo.

3 Comentários

  1. Helen Fernanda

    Tenho uma pequena coleção de tênis e meu padrão é diferente: gosto de tênis totalmente pretos e dos cinzas que não têm nenhum detalhe rosa ou branco. O que me deixa injuriada às vezes é a empresa lançar um modelo muito lindo e preto, mas só colocar numeração masculina, de 37 para cima. 😛

    Reply

  2. Adriana Bacic

    Tenho 2 modelos rosa, porque foi a única cor que encontrei na minha numeração e marca que goato. Treino em pista de carvão e nunca achei um tênis preto, ou azul. Eu adoraria!

    Reply

Trackbacks & Pingbacks

  1. Amo Correr | Só quem corre sabe! Vibram Furoshiki: o tênis que abraça o pé - Amo Correr

Deixe seu comentário

* Campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.