Vinho, chocolate e nudez

Paulo Vieira

Tag: , , , , , , , , , ,

Se você gosta de correr, mas precisa de um grande, de um enorme incentivo, seus problemas acabaram. As corridas a seguir, de 5K a uma sequência de maratonas diárias, têm tudo que você gosta: álcool, comida, chocolate, nudez, violência…
(A do Medoc um dia eu faço).

Marathon du Medoc
A maratona “mais longa” do mundo, como ela se vende, vai para sua 30ª edição em 13 de setembro. Começa em termina em Paulliac, perto de Bordeaux, e passa por dentro ou ao largo de 60 vinícolas e caves. Uma como exemplo: Lafite-Rothschild. Nos postos de “hidratação” há muito vinho, claro, mas também sorvete, queijos e comidas que harmonizam com o principal produto local, como ostras e entrecoté. Ah, e água também. Completar uma corrida dessa numas 17 horas me parece uma meta factível.
Mais aqui.

Hot Chocolat 15/5K
Você pode correr 5K ou 15K em 14 cidades norte-americanas ao longo do ano. Tudo começou em Chicago, em 2008, e hoje a prova se espalha por outros lugares como Seattle, San Francisco, Minneapolis e San Diego. Os finishers ganham uma xícara com chocolate quente, fondue de chocolate e outros mimos. O JQC vai comprar a licença do evento e pedir apoio para a Bauducco.
Mais aqui.

Nakukymppi
Claro, tinha que ter putaria. A “Nude Run” finlandesa é um 10K (essa a distância máxima, você pode correr menos) em que o corredor não precisa ser um “barefoot” de raiz. Afinal, tênis, meias, tops para mulheres e acessórios de cabeça são permitidos. O site oficial não faz menção à corrida de 2014, mas a edição do ano passado aconteceu em junho, no começo do verão nórdico.
Mais aqui.

Nakykymppi
Biodinâmica em ação

Maratona da Selva
De 2 a 11 de outubro, na Floresta Amazônica nas cercanias do Rio Tapajós. A coisa começa bem, com uma travessia de barco na beleza que é Alter do Chão. Aí vem um curso de sobrevivência na selva e aí, parceiro… .
As distâncias diárias variam de 23K e 22K no primeiro e no último dia, respectivamente, a algo entre 50K e 150K na quinta etapa, a chamada “distância surpresa. Então tá.
Mais aqui.

/ 945 Posts

Paulo Vieira

Influenciado pelo velho “Guia completo da corrida”, do finado James Fixx, Paulo Vieira fez da calça jeans bermuda e começou a correr pela avenida Sumaré, em São Paulo, na adolescência, nos anos 1980. Mais tarde, após longo interregno, voltou com os quatro pés nos anos 2000, e agora coleciona maratonas – 9 (4 em SP, 2 Uphill Rio do Rastro, Rio, UDI e uma na Nova Zelândia), com viés de alta – e distâncias menos auspiciosas. Prefere o cascalho de cada dia às provas de domingo e faz da corrida plataforma para voos metafísicos, muitos dos quais você encontra nestas páginas. Evoé.

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado ou compartilhado e os campos obrigatórios estão marcados com asterisco (*).

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.