Motivos para correr: poder se deliciar com Deuses de Dois Mundos

Talita Ribeiro

Hoje eu iria publicar um texto sobre alimentos que ajudam a ter um melhor desempenho no treino, que te dão disposição, fortalecem o sistema imunológico… Mas decidi escrever justamente sobre aquelas outras “comidas”, que te dão prazer. Ok, elas também alimentam, mas não têm como função principal satisfazer a fome ou nutrir o corpo,  tem muito mais a ver com deliciar os sentidos e despertar sentimentos. E a trilogia Deuses de Dois Mundos, do publicitário PJ Pereira, está cheia delas. O Livro do Silêncio, o primeiro da série, não me deixa mentir, com saborosas descrições de pizza, suflê e feijoada, entre outras delícias, e indicações dos restaurantes onde você pode encontrá-las.

“Mas o que isso tem a ver com corrida?” Tudo.
Ontem Jesus veio aqui e contou que corre porque é gostoso. Eu corro porque isso me ajuda a poder viver outros prazeres sem culpa. Correndo eu equibilibro a conta de “perdas e ganhos de calorias diárias” e posso aproveitar as dicas de New, personagem principal do livro de PJ, sem pedir a saladinha sem graça de entrada. E, mais do que isso, ler o livro, que passa como um filme na cabeça,  acompanhada por uma caixinha de jujubas, que ajudam a driblar a gula – sim, o livro abre o apetite -, e a ansiedade de saber o que acontecerá no próximo capítulo ou, pior, no segundo livro, que deve ser lançado lá para abril de 2014. Acha que eu estou exagerando? Então, veja o trailer da trilogia:

As indicações gastronômicas são só uma pequena parte do livro, que se baseia na mitologia africana para criar uma ficção bem brasileira, contando a história dos Orixás em paralelo com a de New, um jornalista mais ambicioso do que idealista. Está ai mais um motivo para você, como eu, embarcar nessa aventura: é impossível não se familiarizar com as redações e personagens dos jornais descritos no livro. Sabe aquela sensação de “eu conheço alguém assim” ou “já vivi algo parecido”? É bem comum durante a leitura. A parte mais mística também é envolvente e foi escrita com base em muita pesquisa, o que garante que até quem não sabe nada sobre religiões africanas, acompanhe sem problemas e se surpreenda com a riqueza de detalhes.

“Mas você não era evangélica?” Sim, eu sou. E não vejo problema algum em saber mais sobre as histórias em que se baseiam as religiões africanas. Isso não enfraquece ou afronta a minha fé e ainda me ajuda a entender melhor o outro, que vive a sua religiosidade de uma forma diferente da minha. Lendo o livro, até fiquei com vontade de voltar ao restaurante do Senac no Pelourinho, em Salvador, e experimentar todos os pratos inspirados nas “comidas de santo”, servidos no bufê. Mas haja corrida no Dique do Tororó ou do Jardim de Alá até Itapuã depois…rs

Quer conhecer melhor o livro? Visite a fanpage, onde é possível baixar os primeiros capítulos. A noite de autógrafos em São Paulo foi ontem, mas ainda vai rolar em Brasília, dia 27 das 19h às 22h, na Livraria Cultura do Shopping Casa Park, e no Rio, dia 28 das 19h às 22h, na Livraria Travessa de Ipanema.

Talita Ribeiro e PJ Pereira no lançamento de Deuses de Dois Mundos, O Livro do Silêncio, na Livraria Cultura do Shopping Iguatemi, em São Paulo
Eu já garanti o meu, com direito a dedicatória : )

Tagged: , , , , , , , , , ,

/ 70 Artigos

Talita Ribeiro

Talita Ribeiro corre atrás do próximo freela e para conciliar o MBA, o casamento e essa vontade de escrever novas histórias. É iniciante, daquelas bem desastradas, e só decidiu deixar a esteira e o trabalho fixo nesse ano, após voltar de San Francisco, onde todo mundo corre na rua para inovar e aproveitar melhor a cidade.

Deixe seu comentário

* Campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.