Cerveja hidrata mais do que água?

Talita Ribeiro

Quando assisti o Nutricast sobre “6 curiosidades nutricionais para contar para os seus amigos”, a que mais me chamou atenção foi a afirmação que “cerveja hidrata mais do que água e é melhor para a recuperação muscular”. Não que eu não ligue para picanha ou prefira um queijinho branco, mas esse é o argumento perfeito para usar com o marido ou amigos abstêmios – sim, eles existem e estão por toda parte…

Não, eu não vou trocar a garrafinha de água por uma de cerveja durante o treino (até porque ela ficaria quente no final), mas estenderei sem culpa algumas corridas especiais em bares da cidade. Até porque, não é só a nutricionista Marina Gorga que defende os benefícios da cerveja. Um estudo feito pela Universidade de Granada, na Espanha, em 2009, apontou, entre outras coisas, que a bebida feita de cevada ajuda também a normalizar as alterações do metabolismo, colaborando para a reposição de substâncias perdidas durante o treino, como vitaminas, minerais e aminoácidos.

“Mas ela é feita de alcool, acelerando a desidratação”, a cerveja é 95% água e possui carboidratos e vitaminas do complexo B, que ajudam e muito o processo de reidratação. Outro ponto forte da bebida é que tem efeito oxidante, o que previne inflamações pós-treino. Os 5% de alcool ficam pequenos perto de tantos benefícios e, para quem insistir em condená-los, já há no mercado brasileiro cervejas com 0% de alcool, cujo sabor é muito parecido com o da pilsen tradicional.

Mas o que isso tem a ver com corrida? Tudo. Tanto é que o site runnersworld.com fez uma enquete com 5 mil pessoas sobre as bebidas que elas mais consumiam depois do treino. A água, claro, ficou em primeiro lugar, em segundo vieram os isotônicos e logo em seguida a cerveja, com 15% da preferência. Veja só, 750 participantes assumiram beber uma breja depois de correr! E você, o que acha dessa história?


Os espanhóis sabem mesmo das coisas…rs

Tagged: , , , , , , ,

/ 70 Artigos

Talita Ribeiro

Talita Ribeiro corre atrás do próximo freela e para conciliar o MBA, o casamento e essa vontade de escrever novas histórias. É iniciante, daquelas bem desastradas, e só decidiu deixar a esteira e o trabalho fixo nesse ano, após voltar de San Francisco, onde todo mundo corre na rua para inovar e aproveitar melhor a cidade.

1 Comentário

  1. Wilian Gomes

    Cerveja desidrata, isso sim.

    http://www.medicando.com.br/conteudo/noticia/bebidas-alcoolicas-causam-desidratacao

    Reply

Deixe seu comentário

* Campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.